Infanta D. Mafalda dá nome a Agrupamento de Escolas de Rio Tinto

Descerrar da placa pelo Bispo do Porto, D.António Francisco Santos, e secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário,  Fernando Egídio Reis/Foto: Pedro Santos Ferreira

Descerrar da placa pelo Bispo do Porto, D.António Francisco Santos, e secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, Fernando Egídio Reis/Foto: Pedro Santos Ferreira

O Agrupamento de Escolas n.º 2 de Rio Tinto passou a designar-se Agrupamento de Escolas Infanta D. Mafalda a 30 de abril. O novo nome foi celebrado com um dia aberto à comunidade repleto de atividades lúdicas e uma feira oitocentista.

O secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, Fernando Egídio Reis, o bispo do Porto, D. António Francisco Santos, e o diretor do Agrupamento de Escolas Infanta D. Mafalda, Laureano Valente, descerraram a placa com a nova designação do ex-Agrupamento de Escolas nº 2 de Rio Tinto. A mudança há muito desejada pela direção do realizou-se a 30 de abril, num dia de festa na escola sede do agrupamento num dia marcado pelas diversas atividades organizadas para os alunos a par de uma feira oitocentista.

No período de intervenções, Laureano Valente explicou a escolha da Infanta D. Mafalda como “homenagem à história da infanta que morreu em Rio Tinto e marcou a sua vida pela generosidade e pelo bem comum”.

O diretor do agrupamento sublinhou ainda a importância da “missão” que lidera: “formar jovens e adultos ricos em determinados valores essenciais à sociedade”.

Para Fernando Egídio Reis, a nova designação é “mais simpática do que a anterior” e passa a estar relacionada com as raízes históricas do agrupamento. “Este agrupamento escolheu como sua figura uma personalidade da sua terra, a Infanta D. Mafalda, uma mulher poderosa que muito diz a Rio Tinto”, destacou o secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário.

Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar, mostrou-se orgulhoso pela mudança do nome do agrupamento pela escolha da Infanta D. Mafalda, “um nome ligado à nossa freguesia de Rio Tinto”. O autarca sublinhou ainda a capacidade do agrupamento de “fazer muita coisa” e desafiou os responsáveis a abranger mais três escolas: Triana, Boucinha e Carreiros.

Após o período de intervenções realizou-se uma conferência moderada pelo historiador Joel Cleto, sobre a relação da Infanta D. Mafalda à freguesia de Rio Tinto.

, , , ,