Infantis da Casa FCP de Rio Tinto são campeões de futsal da 2ª Divisão

Plantel vencedor da 2.ª dvisão - Série 2/Foto: Pedro Santos Ferreira

Plantel vencedor da 2.ª dvisão – Série 2/Foto: Pedro Santos Ferreira

O escalão de infantis (sub 13) da Casa FC Porto de Rio Tinto vai defrontar a 30 de maio a Associação Solidariedade Social Amanhã da Criança, na final da 2ª Divisão da Associação, após ter conquistado a Série 2 da competição. Ao Vivacidade, o presidente e os técnicos do clube sublinham o “orgulho e competência” da equipa e dos restantes escalões.

O equipa de sub 13 da Casa FC Porto de Rio Tinto carimbou a 10 de maio a conquista da Série 2 da 2ª Divisão de futsal da Associação de Futebol do Porto (AF Porto) e vai defrontar a 30 de maio o Amanhã da Criança, em Leça da Palmeira, Matosinhos.

José Carlos Rocha, presidente do clube riotintense, mostra-se orgulhoso pelo percurso do plantel de infantis responsável pela conquista do primeiro troféu do clube com quatro anos de competição.

“Este título teve um significado especial porque a formação é o que nos dá motivos para continuar. Temos a alegria de tirar estes miúdos da rua e acompanhar essa responsabilidade com sucesso ainda sabe melhor”, afirma o responsável.

No início da pré-época o plantel só tinha quatro jogadores e dispunha de apenas uma hora de treino semanal, condição que perdurou até ao final do campeonato. “A maior dificuldade foi treinar só uma hora por semana. Em Rio Tinto, precisamos de mais pavilhões porque existem muitos clubes”, lamenta José Carlos Rocha.

Um dos responsáveis pela trajetória vencedora dos Infantis da Casa FCP de Rio Tinto é Vasco Duarte, 22 anos, treinador da equipa, que admite não existir segredo para a vitória, apenas “muito trabalho e dedicação”. “O plantel conta com miúdos dotados e que têm a preocupação de ter rotinas. Todas as semanas os resultados iam aparecendo e isso trouxe-nos motivação jornada a jornada”, refere o técnico.

A conquista do título foi um pedido da direção que assumiu o objetivo desde o início da época mas para Vasco Duarte o mais importante é “desfrutar da modalidade”. “É importante vencer nesta fase e esta foi uma conquista especial, no entanto a felicidade dos jogadores foi o mais importante”, admite o treinador que vai passar a liderar a equipa de Iniciados.

Época “muito positiva” em todos os escalões

“Os Iniciados quase subiram de divisão, os Juvenis ficaram em 6º lugar, os Seniores masculinos subiram de divisão no primeiro ano, os Séniores femininos ficaram em 8º lugar e os Infantis sagraram-se campeões da série. Foi um ano muito positivo e quase que conseguimos o pleno em todos os escalões”, resume José Carlos Rocha.

Para a próxima época, Joaquim Couto, promovido a diretor desportivo de todos os escalões, quer “andar nos primeiros lugares das competições e, no mínimo, repetir os resultados alcançados este ano”.

, , , ,