Junta de Freguesia de Rio Tinto concebe Universidade Sénior

Universidade Senior poderá ter sede no Centro Cultural de Rio Tinto / Arquivo Vivacidade

Universidade Senior poderá ter sede no Centro Cultural de Rio Tinto / Arquivo Vivacidade

A Junta de Freguesia de Rio Tinto (JFRT) formalizou, no dia 14 de maio, “um dos mais importantes e mais emblemáticos” projetos da freguesia, a criação da Universidade Sénior de Rio Tinto.

A ideia da criação de uma Universidade Sénior, já estava na mente de Nuno Fonseca, presidente da autarquia, há algum tempo. “Foi feito um diagnóstico das necessidades da freguesia e este equipamento foi um dos que se mostrou importante. Trabalhou-se para que se criassem as condições para este processo avançar e implementar-se e aqui estamos apresentar esta nova valência em Rio Tinto”, explica em exclusivo ao Vivacidade, Nuno Fonseca.

Segundo a Junta, o projeto arrancará com um vasto conjunto de cursos e disciplinas para todos os seniores de Rio Tinto e arredores e que desejem continuar a investir na sua formação pessoal e na ocupação dos tempos livres. A Universidade será gerida pela JFRT em parceria com diversas entidades que se associaram a este projeto.

Ao Vivacidade, Nuno Fonseca adianta que a instituição terá “irá ser inaugurada brevemente, mal esteja terminado o processo de ajuste de disciplinas e professores e sejam abertas as candidaturas”. “Esperamos que entre em funcionamento já no próximo ano letivo”, acrescenta.
Centro Cultural apontado como possível sede para a Universidade

Questionado sobre em que local irá funcionar a Universidade, o presidente da JFRT, explica que “para já estão assegurados alguns sítios dispersos”, pelo menos “enquanto não se conseguir encontrar um espaço único que englobe todas as disciplinas e turmas.” Os locais já definidos serão o edifício da Junta, o Centro de Convívio e algumas escolas de Rio Tinto. No entanto, há emblemático que poderá servir para a sede. “Estamos a ajustar com a C.M. de Gondomar a possibilidade da utilização de parte do Centro Cultural de Rio Tinto. É um sítio de excelência para este projeto, nem que seja para sedear a Universidade mesmo que depois sejam algumas formações noutros locais. Mas é um assunto em discussão e por isso ainda não fechado. Tenho a certeza que a Câmara e a JFRT, em conjunto, irão encontrar a melhor utilização possível para aquele espaço”, completa Nuno Fonseca.

Por agora, os cidadãos com mais de 50 anos que quiserem inscrever-se na Universidade Sénior poderão fazê-lo brevemente na JFRT. Duas Universidades Seniores para Gondomar serão demasiado? Nuno Fonseca responde: “De forma alguma. Ambas terão sucesso e não disputarão quer alunos quer professores. Aliás espero mesmo é que ambas sejam parceiras nestes projetos e troquem alunos, professores e experiências.”

, , ,