Juventus da Triana Futebol Clube: “São 40 anos de muita luta e crescimento”

Triana

Na foto: José Monteiro, José Abreu e Manuel Pinto compõem a direção do clube

Fundado a 21 de setembro de 1974, a Juventus da Triana Futebol Clube tem vindo a crescer de ano para ano. A equipa de Rio Tinto aposta cada vez mais na formação e segundo o presidente José Abreu, obteve “o melhor ano desportivo” no final da época passada.

Nos infantis foram campeões regionais, vencedores do torneio da Junta de Rio Tinto, vencedores do torneio da Câmara de Gondomar sem derrotas e subiram de divisão, nos juvenis foram vencedores da Taça da Associação Futebol do Porto e nos seniores femininos – no primeiro ano do escalão – subiram à 1ª Divisão. Para a Juventus da Triana Futebol Clube este foi “um dos melhores anos desportivos”, no ano em que a equipa comemora o 40.º aniversário.
“Isto começou por ser um desejo de garotos de rua e hoje tem um grande reconhecimento de todos. Tudo isto é fruto de muita ajuda, empenho, trabalho, conhecimento e influências”, afirma José Abreu, presidente do clube.
Para assinalar a data a direção organizou uma gala de homenagem aos antigos e atuais atletas da Juventus (ver caixa) e vai realizar uma sessão solene dos 40 anos de atividade, no dia 21 de setembro, nas instalações da sede social, na Triana.
“Os sucessos desportivos aconteceram por mérito dos atletas e das equipas técnicas. Nós não exigimos nada a ninguém, mas claro que gostamos sempre de vencer, contudo o grande objetivo passa por manter todos os escalões em atividade e estamos a trabalhar para isso”, diz Manuel Pinto, tesoureiro da Juventus.
Mas nem só de desporto vive a coletividade. Em tempos de crise, a vertente social do clube também é relevante, sobretudo na primeira refeição do dia de muitos atletas. “Muitas crianças tomam aqui a primeira refeição do dia e nós não podemos fugir à nossa responsabilidade social. Temos cada vez mais crianças nos benjamins, infantis, iniciados, juvenis, juniores e seniores femininos, por isso temos que os tratar bem”, sublinha José Abreu.
Na Juventus a entreajuda é grande e o espírito familiar prevalece, com as esposas dos dirigentes a contribuírem para as necessidades do clube. A brincadeira até já deu frutos e recentemente surgiu a criação de um grupo de zumba. “Enquanto os filhos jogam as mães entretêm-se com o zumba”, brinca o dirigente desportivo.
Depois do lazer vem o trabalho e a responsabilidade de levar bem alto o nome de Gondomar e de Rio Tinto. José Abreu considera a Juventus um adversário mais temível graças às recentes conquistas, mas põe de parte a criação de um escalão sénior masculino, “um passo que o clube ainda não pode assumir”.
Atualmente, o Juventus tem cerca de 100 atletas e o desejo do presidente para o futuro passa por uma melhoria das instalações do clube.

Homenagem lembrou Manolito e referências do clube:
O Pavilhão Municipal de Carreiros foi o palco escolhido pela Juventus da Triana para homenagear os antigos e atuais atletas e dirigentes da equipa, perante cerca de 200 pessoas. A gala realizou-se no dia 13 de setembro e recordou grandes nomes do clube, como o ex-jogador e ex-dirigente Manolito.

,