Manuel Carvalho falou sobre Portugal na Grande Guerra

Manuel Carvalho - fevereiro 2018

Manuel Carvalho é jornalista e investigou a prestação portuguesa na Grande Guerra / Foto: Pedro Santos Ferreira

O Clube Gondomarense deu continuidade à iniciativa “Na sexta, à conversa com…” e convidou o jornalista Manuel Carvalho. No dia 2 de fevereiro, falou-se sobre “Portugal e a Primeira Guerra Mundial em África”.

A prestação portuguesa em África durante a Primeira Guerra Mundial foi tema de debate na sede do Clube Gondomarense. Numa conversa orientada pelo jornalista do Público, Manuel Carvalho, autor do livro “A guerra que Portugal quis esquecer”, foi contextualizado o primeiro confronto bélico mundial e dissecada a prestação portuguesa dentro e fora de portas.

“Infelizmente, não temos boas memórias da nossa participação na 1ª Guerra Mundia, nem na Europa nem nos nossos territórios coloniais. Esta foi uma tragédia nacional e nem os grandes manuais de história se referem ao que aconteceu em África, porque só mais recentemente esse período está a ser estudado”, começou por dizer o convidado.

Na bagagem, Manuel Carvalho trouxe o extenso trabalho de investigação que desenvolveu para o jornal Público, durante quatro anos, e que lhe permitiu criar uma série de reportagens que o levaram a obter o Prémio Gazeta e Imprensa, em 2015.

“Dediquei-me a estudar este tema desde 2014. Tomei esta decisão porque tinha um tio que era militar. Esse meu tio descobriu num baú, no sótão de sua casa, um embrulho atado onde estavam umas memórias do seu avô, na sequência da sua participação na 1ª Guerra Mundial, em Moçambique. Esse documento retratava, por exemplo, uma marcha de 1000 quilómetros a pé de uma parte do exército português. Estava ali um diário daquela viagem”, revelou Manuel Carvalho ao público presente.

A descoberta levou-o a partir para Moçambique, tendo visitado os locais das principais batalhas travadas pelo exército português e os lugares onde estiveram sediadas as tropas portuguesas.

, , , ,