Marco Martins apela a reforço do transporte público em Gondomar

Metro do Porto - janeiro 2019

Gondomar quer integrar a próxima expansão da Metro do Porto no Plano Nacional de Investimentos / Foto: Direitos Reservados

O Plano Nacional de Investimentos, anunciado este mês pelo Governo, destina 620 milhões de euros à rede de metro do Porto. Confrontado com esta decisão, Marco Martins, edil gondomarense, reivindicou a ligação do metro ao centro de Gondomar.

A Metro do Porto vai discutir com o Governo onde será aplicado o montante de 620 milhões de euros inscrito no Plano Nacional de Investimentos (PNI) para expansão entre 2020 e 2030.

Confrontado com esta possibilidade, Marco Martins, na qualidade de coordenador da área dos transportes na Área Metropolitana do Porto, considerou que a prioridade é “ligar o centro de Gondomar ao centro do concelho do Porto”.

“Gondomar é o único concelho do primeiro anel que não tem uma ligação de metro do seu centro até ao Porto. E há que reforçar a rede em Vila Nova Gaia e em Matosinhos na parte norte, junto à Circunvalação”, defendeu o também presidente da Câmara de Gondomar.

“Gondomar e Gaia são os municípios que mais debitam utilizadores de transportes públicos e são aqueles onde há mais uso do transporte individual, portanto, onde é necessário reforçar o transporte público”, acrescentou ainda Marco Martins.

Assim, ao abrigo do PNI, está em estudo a expansão a linha de Campanhã, no Porto, até Valbom, em Gondomar, que implicará um investimento de 202 milhões de euros em seis estações e 5,85 quilómetros.

, ,