Marco Martins contra “degradação dos serviços públicos”

Autocarro STCP

O autarca demonstra preocupação com os transportes públicos / Foto: DR

À margem de uma reunião realizada no dia 18 de janeiro com os autarcas do Porto, Gaia, Matosinhos, Maia e Valongo, Marco Martins, presidente da Câmara de Gondomar, admitiu querer ter uma palavra a dizer na gestão da STCP.

“Consenso total em todos os pontos”, começou por dizer Marco Martins, à margem de uma reunião entre os autarcas dos seis municípios servidos pela STCP sobre a eventual participação das autarquias na gestão daquela empresa de transportes públicos.

O presidente da Câmara de Gondomar reforçou ainda que os autarcas não permitirão “a degradação do serviço público que tem acontecido”, face aos cortes na empresa STCP que Marco Martins duvidou que o governo soubesse.

A reunião, que contou com a presença de representantes do Conselho Metropolitano do Porto, foi solicitada pelo autarca gondomarense depois de serem conhecidos alguns cortes de serviços na empresa de transportes públicos.

Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto, também reforçou o “consenso alargado” entre os autarcas “ao longo dos últimos meses” sobre os cortes de serviços e recordou que o encontro serviu para definir “uma estratégia relativamente àquilo que se passa com os STCP”, além de servir como preparação para uma reunião dos seis autarcas com o governo sobre essa matéria.

Recorde-se que o Governo PS suspendeu o processo de obtenção de visto prévio do Tribunal de Contas para entrarem em vigor a concessão do Metro do Porto à Transdev e da STCP à Alsa, do Grupo Nacional Express.

, ,