Marco Martins: “Haveria muito mais a fazer mas penso que para 100 dias o saldo é claramente positivo”

Marco Martins cumpre 100 dias de mandato à frente da CMG / Foto: Ricardo Vieira Caldas

Marco Martins cumpre 100 dias de mandato à frente da CMG / Foto: Ricardo Vieira Caldas

O dia 1 de fevereiro marcou os 100 dias desde a tomada de posse do atual Executivo da Câmara Municipal de Gondomar. Dificuldades, surpresas e constrangimentos orçamentais foram vários, garante a Câmara mas “a determinação, o rigor e a vontade de cumprir um compromisso eleitoral têm estimulado este Executivo municipal. O desígnio de mudança de imagem, de transparência, de descentralização, de redistribuição de esforço fiscal e de modernização administrativa relegam para segundo plano qualquer obstáculo que entretanto surja”. De acordo com o comunicado que a Câmara fez chegar às redações, “o Executivo está satisfeito com o seu desempenho pois conseguiu já pôr em prática 39 medidas com um espírito positivo e virado para um futuro melhor para todos os Gondomarenses.” O Vivacidade falou diretamente com o presidente, Marco Martins, para tentar perceber o que mudou, até agora, dentro e fora das portas da Câmara e o que ainda vai mudar.

Mais de 100 dias de mandato. É difícil governar Gondomar?
Não é tarefa fácil, mas é aliciante, desafiante e gratificante. Quando cá chegamos havia – e continua a haver – uma grande expectativa por parte da população. Da parte dos funcionários havia algum receio sobre o que é que podia acontecer-lhes e não trocamos ninguém e a estrutura reveremos a seu tempo. Mas as pessoas perceberam que este executivo era mesmo diferente. Que os vereadores e o presidente vão ao bar com os outros funcionários, vão aos serviços ter com eles, etc. Cada um tem o seu lugar, como é óbvio, mas fazemos parte de uma equipa que trabalha ao mesmo nível.

A nova estrutura irá implicar contratações ou despedimentos?
Não, não vai implicar nem contratações nem despedimentos. Vai implicar uma reorganização e uma redução de custos.

Que grandes modificações surgiram já dentro da Câmara?
A grande e significativa modificação foi feita logo no início. Tivemos que deslocar alguns serviços que estavam aqui instalados, para ter espaço para os vereadores poderem trabalhar no mesmo edifício e juntar toda a parte de decisão política. E isso já acontece. E como é óbvio isso também provocou alguma confusão no início, enquanto algumas pequenas obras de adaptação não estavam concluídas. Os serviços já têm algumas formas de funcionar diferentes que ainda pretendemos melhorar mais, sobretudo no que tem a ver com a celeridade processual, o aumento da transparência e com o aumento do relacionamento com o munícipe e com as instituições.

,