Marco Martins lançou recandidatura no Auditório Municipal de Gondomar

Recandidatura Marco Martins - julho 2017

Marco Martins apresentou a sua recandidatura no Auditório Municipal de Gondomar / Foto: Pedro Santos Ferreira

O Partido Socialista de Gondomar apresentou-se aos eleitores, no dia 22 de julho, no Auditório Municipal de Gondomar. Marco Martins recebeu o apoio do secretário-geral do partido, António Costa, bem como de centenas de populares.

O Auditório Municipal de Gondomar recebeu a família socialista do concelho no âmbito da apresentação da candidatura “Gondomar + Futuro”, encabeçada por Marco Martins, que se recandidata à presidência do Município de Gondomar.

“Os gondomarenses quiseram muito a mudança e votaram em nós. Fizemos um longo e árduo percurso, mas hoje temos mais de 85% do programa eleitoral cumprido”, começou por dizer Marco Martins.

Em discurso, o candidato enumerou as principais obras deste mandato, iniciado em 2013. “Criamos um Balcão Único do Cidadão, um provedor municipal, apoiamos as IPSS, criamos um programa de apoio à habitação, oferecemos os manuais escolares ao 1.º ciclo, criamos atividades de apoio à família, renovamos mais de 30 escolas, renovamos 50 parques infantis, recuperamos mais de 1000 habitações sociais, construímos duas novas ETAR, recuperamos a de Rio Tinto, avançamos com a construção do intercetor de Rio Tinto, desbloqueamos a remoção dos resíduos perigosos de São Pedro da Cova, criamos a Rota da Filigrana, demos novas praias fluviais ao concelho, somos Cidade Europeia do Desporto, entre muitas outras conquistas”, referiu o candidato do PS.

No que diz respeito ao futuro, está no horizonte da candidatura socialista “levar Gondomar ao topo da Área Metropolitana do Porto, manter a aposta no crescimento económico, aumentar a aposta no turismo, construir novos parques urbanos, criar uma rede de 20 quilometros na beira do rio Douro, prolongar o programa Polis até Atães, abrir quatro novos postos do cidadão, continuar a expandir a cobertura da rede Andante a todo o concelho e garantir a chegada do metro ao centro de Gondomar”.

Num tom mais crítico, Luís Filipe Araújo, presidente da Comissão Distrital do Partido Socialista, criticou “as oportunidades perdidas com desleixo praticamente criminoso”. “Estragou-se dinheiro em Gondomar. Encontramos um Município com enormes constrangimentos na sua gestão diária: endividamento excessivo, incapacidade de contratar novos colaboradores e 140 milhões de euros em dívidas. Além disso, alguns equipamentos estavam desligados. Basta recordar o que acontecia com o Multiusos de Gondomar e com o Auditório Municipal de Gondomar”, referiu o autarca.

Para Luís Filipe Araújo, “Marco Martins faz muita falta a Gondomar”. “É preciso uma lata dos diabos para arrumar a trouxa, regressar a Gondomar, montar a banca com a banha da cobra à vista de todos e anunciar-se com uma gritaria estridente que se trata do último suspiro. Essa gritaria foi a moda durante muito tempo. Hoje essa gritaria é uma ofensa para todos nós. Gondomar não está a saque”, ressalvou o socialista.

A iniciativa de apresentação contou com uma grande adesão popular, lotou o Auditório Municipal e teve ainda a presença do presidente da Federação Distrital do PS Porto, Manuel Pizzarro, e do secretário-geral do partido, António Costa.

“Estou aqui para dar todo o apoio do PS a estas candidaturas e muito em particular à reeleição de Marco Martins. O futuro de Gondomar tem um nome e um rosto, Marco Martins”, afirmou o líder socialista.

Antes, Manuel Pizzarro considerou as eleições autárquicas “um grande momento para Gondomar”.

No decorrer do evento foram ainda apresentados os candidatos às Juntas de Freguesia e os mandatários da candidatura, Cristiana Viana e Manuel Ferreira da Silva.

Candidatos do PS às Autárquicas 2017
António Braz – Candidatura à União das Freguesias de Gondomar (São Cosme), Valbom e Jovim
“A concretização do Metro até ao centro do Concelho é a minha maior ambição. Vou construir 10 quilómetros de passeios em ruas fundamentais para a mobilidade e segurança dos habitantes. Quero trabalhar na despoluição do rio Torto, levar o projeto Polis até Jovim e, claro, abrir o Parque Urbano”

Nuno Fonseca – Candidatura à Junta de Freguesia de Rio Tinto
“Há obras fundamentais para concluir, mas, no próximo mandato, minha aposta é na Cultura, que incluiu a criação do Museu de Rio Tinto. Vamos erguer o grande Parque Urbano da Cidade que será um excelente espaço de natureza, lazer e bem-estar”

Sofia Martins – Candidatura à União das Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova
“Vou ter o orgulho de inaugurar o Parque Urbano de Fânzeres e em S. Pedro da Cova e quero reforçar o apoio ao bom trabalho das coletividades da freguesia, porque merecem todo o nosso empenho”

Isidro Sousa – Candidatura à União das Freguesias de Foz do Sousa e Covelo
“Gostava muito de continuar as obras de melhoramento da rede viária e acessos nas freguesias, concretizar o projeto do Centro de Dia, construir o Anfiteatro e criar condições para fixar na terra a população mais jovem”

Francisco Laranjeira – Candidatura da Junta de Freguesia de Baguim do Monte
“Vou começar por aumentar e requalificar a zona industrial, fazer o meu trabalho para a limpeza do rio Torto, das margens, e limpar também os terrenos da freguesia. Também quero construir um Parque de Merendas com equipamentos para exercícios físicos e de lazer na nascente do rio Torto”

Manuel Paiva – Candidatura à União de Freguesias de Melres e Medas
“Quero manter o rumo e acelerar as obras para alargar ruas e passeios, concluir o Centro Social e o cemitério de Medas. Entre outras obras é também muito importante para a segurança dos cidadãos avançar com a criação de bermas pedonais na Estrada Nacional 108”

Rui Vicente – Junta de Freguesia da Lomba
“Vou continuar a revitalização e dinamização da praia fluvial com mais infraestruturas viradas para os habitantes da Lomba, mas também para o turismo. Quero repovoar e rejuvenescer a Lomba com a criação de loteamentos que permitam atrair os mais jovens a fixar residência na freguesia”.

, , , , , , , , , , , ,