Marco Martins quer requalificar Avenida da Conduta

Marco Martins

Marco Martins

A Avenida Dr. Mário Soares ou, como é conhecida, Avenida da Conduta vai ser alvo de uma requalificação nos próximos anos. Isto, se Marco Martins, candidato do Partido Socialista à Câmara Municipal de Gondomar (CMG), vencer as Eleições Autárquicas, já a 29 de setembro.

Marco Martins chama-lhe de “Avenida de quatro em quatro anos”. Isto porque, segundo o candidato, apenas de quatro em quatro anos é que a avenida sofre alterações. Neste momento, “estão agora à pressa a fazer passeios”, diz o autarca, referindo-se ao facto de as obras estarem a ser feitas em época de eleições. “Em 2005, fizeram-se passeios até ao Centro Ciclista, em 2009 até Vilar e agora até à Carvalha e sem grande qualidade”, comenta.
No que diz respeito ao projeto, Marco Martins refere que este é um dos projetos que se insere na questão do “Gondomar Mais Vivo” e na requalificação do espaço público. O objetivo é aproveitar a Avenida da Conduta, que neste momento é uma avenida com quatro faixas de rodagem, onde estão agora à pressa a fazer passeios.”
O que o PS pretende é fazer da avenida “um espaço público, sem prejuízo da sua função para a circulação automóvel e prolongar a zona do metro até S. Cosme.” “Fazer com isso, não só um circuito completo, mas também ligando o centro de Rio Tinto ao centro de S. Cosme”, explica o candidato à CMG.

Troco Fanzeres

Troço de Fânzeres – atual | Troço de Fânzeres – futuro

Como fica a Avenida da Conduta?

No plano traçado pela equipa socialista da candidatura à Câmara, traçam-se “vários objetivos”. “Redesenha-se a avenida e coloca-se equipamento urbano, como por exemplo, bancos, pontos de água e arborização.” Para além disso, ao longo da avenida, o socialista pretende criar “lugares de estacionamento e uniformizar a

Troco Rio Tinto

Troço de Rio Tinto – atual | Troço de Rio Tinto – futuro

iluminação para o percurso pedonal e ciclovia.”

Para quando e quanto custa?

Para Marco Martins, a dúvida da vitória da sua candidatura à Câmara não se põe. O que se põe são prazos e fases para a conclusão deste projeto. “É um projeto para ser feito por fases e por troços. Mas o troço prioritário é o troço entre a Avenida da Carvalha e o Centro Ciclista de Gondomar. Será para arrancar, no máximo, no segundo ano [do mandato]”, indica. “O projeto que vamos apresentar tem sete troços. A orçamentação ainda não está concluída mas deve andar pelos 8 milhões de euros. O objetivo é criar um espaço público agradável para as pessoas”, conclui Marco Martins.
,