Moradores, Águas e autarquias procuram solução para saneamento na Foz do Sousa

Saneamento na Foz do Sousa / Foto: Direitos Reservados

Foto: Direitos Reservados

Em causa estão cartas que a Águas de Gondomar (AdG) remeteu já desde setembro para os residentes dos lugares da Sousa, Jancido e Compostela, na União das Freguesias de Covelo e Foz do Sousa, a exigir o pagamento da ligação de saneamento à rede pública. Os valores exigidos situam-se entre os 1700 e os 2800 euros. Alguns moradores contestam, outros já pagaram, a empresa Águas de Gondomar aprovou o pagamento em 72 prestações sem juros, a Câmara e a União das Freguesias “estão de mãos atadas”.

António Soares, foi um dos primeiros moradores da Foz do Sousa a receber a carta. “Fui surpreendido como muita gente foi”, começa por dizer ao Vivacidade. O valor que indicava a carta era de 1930 euros. António recusa-se a pagar. “Não vou pagar porque não tenho esse dinheiro e as coisas ainda não estão resolvidas. Já fui ter com o presidente da Junta e pedi-lhe ajuda”, conta.

O assunto foi discutido na última Assembleia Municipal / Foto: Ricardo Vieira Caldas

O assunto foi discutido na última Assembleia Municipal / Foto: Ricardo Vieira Caldas

Recentemente, a empresa acedeu a um pedido do presidente da Câmara Municipal, Marco Martins, que, solidário com os moradores, solicitou à Águas de Gondomar que aprovasse o pagamento do valor em causa em 72 prestações sem juros, para “pessoas que apresentassem alguma debilidade económica”. Ainda assim, o morador não se conforma. “Essa medida obriga-nos a pagar na mesma o valor final. É mais uma prestação que vai cair em cima do meu ordenado. Mesmo assim recuso-me a pagar qualquer valor”, refere. “A Águas de Gondomar é que deveria pagar as obras. São obras realizadas na via pública e nós não temos que as pagar”, reclama António.

Manuela Faria, presidente da Associação de Proteção dos Rios Sousa e Ferreira (APRISOF) e membro da recém criada Comissão de Apoio ao Utente do Saneamento na Foz do Sousa (CAUS), está solidária com as queixas da maior parte dos moradores, até porque se encontra na mesma situação.

“No mês de setembro recebi uma carta para pagar a ligação ao saneamento local com o valor de 2349 euros. Fiquei bastante apreensiva. Além disso, na carta dizia que tínhamos que pagar este valor até 15 de outubro de 2014. Depois soube que havia mais pessoas a receber estas cartas e entretanto formou-se um movimento, após uma reunião com a Junta de Freguesia”, esclarece ao Vivacidade. “Depois realizou-se uma reunião no pavilhão gimnodesportivo da Foz do Sousa. Nessa reunião estavam presentes oito pessoas – responsáveis da Câmara, da Junta de Freguesia e das Águas de Gondomar – para darem resposta a mais de 400 pessoas. Então decidiram colocar seguranças que não nos deixaram chegar a esses elementos que nos iam dar informações”, acrescenta Manuela.

, , , , , ,