Morte do “Rei” do futebol português deixa saudade aos benfiquistas de Gondomar

EusebioA 5 de janeiro Portugal acordou com a notícia da morte de Eusébio da Silva Ferreira. A antiga estrela do plantel benfiquista partiu aos 71 anos, vítima de paragem cardiorespiratória. Em Gondomar, o atleta é recordado com saudade pela Casa do Benfica no concelho.

Mítico, lendário, craque, rei e ídolo. A imprensa internacional não poupou adjetivos para classificar o “Rei” do futebol português na despedida. Eram 4h30 da madrugada de 5 de janeiro quando Eusébio faleceu, vítima de uma paragem cardiorespiratória. A antiga glória do SL Benfica estava já muito doente.
Em Gondomar, a Casa do Benfica serve de porta-voz à dor dos benfiquistas, que não têm palavras para recordar o jogador. “Não contávamos com a morte dele, embora soubéssemos que estava muito doente, mas nunca pensamos que fosse tão rápido. Para nós foi penoso e houve um sentimento de perda em todo o país”, diz José Olival, um dos oito membros da Comissão Administrativa que gere atualmente a Casa do Benfica no concelho.
Surpreendido pela demonstração de respeito em todo o mundo, o responsável pela “embaixada” do clube encarnado em Fânzeres, recorda a prestação do “Pantera Negra” no mundial de 1996, em Inglaterra, e destaca o jogo contra a Coreia do Norte como a melhor exibição da carreira. “A partir daí comecei a segui-lo no Benfica e Portugal passou a ser conhecido pelo Eusébio e pela Amália”, lembra o benquista.
No dia do funeral os sócios da Casa do Benfica prestaram uma homenagem a Eusébio, no átrio da sede e enviaram os sentimentos ao representante das casas do Benfica em Lisboa.

Casa do Benfica em Gondomar prepara novas eleições

SLB GondomarDepois de atravessar uma fase difícil após a demissão de Manuel Oliveira, ex-presidente da Casa do Benfica, em Fânzeres, a instituição vive agora um período estável. A Comissão Administrativa que assumiu a gestão do clube em novembro, prepara agora novas eleições. “Quando houve a Assembleia Geral em dezembro, os sócio começaram a unir-se novamente e a aparecer. Agora as coisas estão bem encaminhadas e estamos a preparar as eleições de fevereiro”, explica José Olival ao Vivacidade.
Atualmente o valor das quotas para os sócios é de dois euros. Os sócios estudantes e reformados pagam apenas 1,25€ por mês.

,