Movimento denuncia “invulgar carga orgânica” no rio Tinto

Poluição Rio Tinto - MDRT - 2015

O MDRT denunciou publicamente a situação / Foto: DR

O Movimento em Defesa do Rio Tinto denunciou, esta quarta-feira, uma “invulgar carga orgânica e odor nauseabundos” registados no rio Tinto. 

Em causa poderá estar um tubo, localizado junto ao apeadeiro da CP do Horto da Palmilheira, que tem estado a descarregar “abundante esgoto doméstico na linha de água que se junta logo a seguir, perto do moinho por detrás do aterro da Lipor, ao rio Tinto”, pode ler-se no comunicado do Movimento em Defesa do Rio Tinto (MDRT).

A par da denúncia da descarga poluidora o MDRT lamenta o “caminho degradante que a lentidão das decisões político-administrativas destinadas à proteção de recursos vitais, que não acompanha nem age preventivamente”.

O MDRT já reportou entretanto a situação à SEPNA-GNR, às Águas de Valongo, à Câmara Municipal de Valongo e à Agência Portuguesa do Ambiente.

, , , ,