Município apoia associativismo com um milhão de euros

Programa Apoio Associativo - maio 2018

O Município de Gondomar dispõe de um milhão de euros para as associações e coletividades / Foto: Direitos Reservados

A Câmara Municipal de Gondomar deliberou, a 24 de abril, atribuir um milhão de euros para apoiar o Movimento Associativo. A coligação PSD/CDS-PP votou contra.

O Programa de Apoio ao Movimento Associativo foi aprovado – com o voto contra da coligação “Gondomar no Coração” – pelo executivo municipal. O Município irá, assim, apoiar as suas coletividades com um total de um milhão de euros.

O prazo para a apresentação de candidaturas ao Programa de Apoio ao Movimento Associativo está em vigor até ao final deste mês e dará, posteriormente, lugar a um contrato celebrado entre o Município e as associações beneficiárias, que entrará em vigor após a sua assinatura e vigorará até 31 de dezembro de 2018.

Em comunicado, a Câmara de Gondomar considera o Movimento Associativo de Gondomar “exemplo de organização e cooperação que tem vindo a desempenhar um papel fundamental na diversificação e qualificação de serviços e respostas à comunidade, mobilizando sinergias que têm contribuído para incluir e motivas as pessoas e participar ativamente na dinâmica da sua comunidade.

PSD considera que PS “poderia ter ido mais longe”
Em comunicado, o vereador social-democrata Rafael Amorim, salienta os motivos para o voto contra da coligação PSD/CDS-PP. Entre outros motivos, o autarca salienta a necessidade de rever o Programa de Apoio ao Movimento Associativo; a falta de fundamentação para os apoios concedidos; a ausência de compromissos entre Município e coletividades; os valores residuais no setor socioeducativo; a ausência de um gabinete de apoio às associações.

“Considerando que o executivo do PS poderia ter ido muitíssimo mais longe em termos de valores e de enquadramento do apoio ao associativismo”, a coligação “Gondomar no Coração” votou contra a proposta.

, ,