Município fecha contas de 2017 com saldo de 11 mil euros

Contas Municipais 2017 - abril 2018

As contas municipais de 2017 foram aprovadas na última reunião pública do executivo / Foto: Pedro Santos Ferreira

O executivo da Câmara Municipal de Gondomar aprovou, no dia 11 de abril, o Relatório de Contas de 2017 com um saldo orçamental de 11 mil euros. Marco Martins destacou, entre outras medidas, a amortização da dívida.

A Câmara de Gondomar terminou o ano com um saldo positivo, apesar do endividamento rondar os 100 milhões de euros. O número tem diminuído desde que o Partido Socialista assumiu a presidência do Município, em 2013, mas corresponde ainda a um excesso de 13 milhões face ao legalmente admitido.

Os números foram apresentados na última reunião pública do executivo municipal, realizada na Universidade Sénior de Gondomar. O Relatório de Contas de 2017 mereceu os votos favoráveis da maioria, mas teve três votos contra, dois da CDU e um do PSD. O Movimento Valentim Loureiro optou pela abstenção.

“Fechamos o ano com 11 mil euros de saldo orçamental. Este número é reduzido mas vem provar que fomos executando à medida que tínhamos receita. Só assim se explica a execução de 78% e uma redução da despesa de 77,9% do Orçamento Municipal”, afirma Marco Martins, em declarações ao Vivacidade.

No entanto, a oposição contestou os valores do passivo e votou contra o documento contabilístico. Em comunicado, a CDU aponta a ausência de uma estratégia para Gondomar. “Os dados de gestão de 2017 provam ainda o quanto foi errada a recente decisão de aumentar os impostos e que uma outra política fiscal era e é possível”, pode ler-se na nota enviada à imprensa.

A coligação PSD/CDS-PP também se pronunciou sobre o documento, tendo apontado apreensão no que diz respeito aos “valores de endividamento apresentados, que não refletem nada do que foi anunciado pelo Partido Socialista durante a execução do mandato anterior”.

Município adquiriu parcelas no âmbito do Parque Urbano de Fânzeres/Gondomar
Na mesma reunião foi aprovada a aquisição de várias parcelas de terreno no âmbito da construção do percurso de ligação ao interface do Metro e parque de estacionamento do futuro Parque Urbano de Fânzeres/Gondomar (São Cosme). A deliberação foi aprovada por unanimidade.

, , , ,