Município investe 120 mil euros na praça do Mercado da Areosa

Marco Martins, no Mercado da Areosa - julho 2016

Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar / Foto: Pedro Santos Ferreira

A Câmara Municipal de Gondomar deliberou investir 120 mil euros num projeto de renovação do espaço exterior do Mercado da Areosa. A decisão foi aprovada na reunião pública mensal do Município realizada a 6 de julho, na Junta de Rio Tinto. Marco Martins, presidente da Câmara de Gondomar explicou o projeto ao nosso jornal.

O Mercado da Areosa, espaço histórico e emblemático do comércio tradicional do Grande Porto, vai sofrer uma intervenção de reformulação da praça exterior. A obra orçada em 120 mil euros será paga pelo Município de Gondomar e pretende dar nova vida ao mercado.

O projeto aprovado em reunião municipal prevê a instalação de coberturas com palas, a construção de seis bancas para os comerciantes e um parque infantil no jardim daquele espaço, que ficará disponível para os moradores daquela zona habitacional. O projeto traz ainda os comerciantes do 1.º piso para a praça às sextas e sábados.

“Este projeto foi apresentado em 2013, na altura da campanha eleitoral. Quero recordar que quando tomamos posse herdamos uma dívida de 4,8 milhões relacionada com o parque de estacionamento deste mercado. Tivemos que liquidar essa dívida por condenação do tribunal, após termos negociado o pagamento em prestações. Além disso, tivemos ainda que acionar a garantia deste edifício para procedermos a várias reparações na ordem dos 40 mil euros na cobertura e nas fachadas, porque chovia no interior das salas. Essas obras só ficaram concluídas há três meses”, recorda o presidente da Câmara de Gondomar, Marco Martins.

De acordo com o edil gondomarense, só agora foi possível avançar com a remodelação da praça exterior, após o Município ter iniciado conversações com os comerciantes do mercado.

“Decorridas as conversações decidimos avançar com a obra. Vamos instalar coberturas com palas para três funções: mercado ao sábado, atividades diversas e espaços de lazer. Vamos criar também seis bancas para vendedores de frutas, legumes e outro tipo de produtos. Essas vendas serão da responsabilidade dos comerciantes que ocupam o edifício. Todas as infraestruturas de apoio terão água, eletricidade e saneamento”, explica o presidente do Município.

Paralelamente ao investimento realizado pelo Município, está também a ser estudada a hipótese de redesenhar a rede de transportes públicos de forma a aumentar a frequência dos transportes na zona envolvente do Mercado da Areosa. O projeto está a ser preparado em conjunto com a Câmara Municipal da Maia. “O objetivo final é requalificar toda esta zona e o comércio envolvente”, conclui Marco Martins.

Com a passagem dos comerciantes do 1.º piso para o exterior a Câmara de Gondomar quer reaproveitar as salas do edifício para instalar serviços. “Os comerciantes que estão no 1.º piso passarão para os espaços disponíveis no rés-do-chão. No 1.º piso vamos instalar serviços não relacionados com o comércio direto. Na próxima reunião de câmara vão três propostas a concurso”, adianta Marco Martins.

A remodelação da praça exterior do Mercado da Areosa deverá ficar concluída até ao final do verão.

Mercado da Areosa - julho 2016

Mercado da Areosa, em Rio Tinto / Foto: Pedro Santos Ferreira

“O problema foi terem investido 900 mil euros num edifício que não acrescenta nada ao mercado”
Marco Martins considera o Mercado da Areosa um “erro estratégico do executivo anterior”. Para o atual presidente da Câmara de Gondomar “o problema foi terem investido 900 mil euros num edifício que não acrescenta nada ao mercado”.

“Na altura defendi uma remodelação do mercado com melhores condições de segurança, higiene e estabilidade, mas o executivo anterior decidiu construir este elefante branco juntamente com um conjunto de negociatas suspeitas. Agora o atual executivo está amarrado a este edifício, mas queremos que este mercado seja o que foi em tempos, um fator de atração para esta zona”, refere.

“Qualquer projeto que mexa com a dinâmica do Mercado da Areosa é importante”
De acordo com Nuno Fonseca, presidente da Junta de Freguesia de Rio Tinto, “qualquer projeto que mexa com a dinâmica do Mercado da Areosa é importante”. Confrontado com o projeto do Município para o espaço de comércio tradicional riotintense o autarca mostra-se satisfeito pelo esforço financeiro da Câmara de Gondomar.

“A Junta de Rio Tinto tem dado especial atenção ao problema do Mercado da Areosa e lamenta todas as oportunidades perdidas para resolver aquele impasse. Sabemos, contudo, que é um problema de difícil resolução e transversal a todo o comércio tradicional”, afirma Nuno Fonseca, em entrevista ao Vivacidade.

Na opinião do presidente da Junta de Rio Tinto, desde 2008, o Mercado da Areosa “passou a ser um elefante branco, juntamente com o parque de estacionamento que não tem qualquer tipo de utilização”. “Estão ali muitos problemas juntos”, conclui.

“Gostaríamos que o protocolo tivesse dado resultados de uma forma mais célere”
Questionado sobre o contrato de cedência de espaços do Mercado da Areosa à Cooperativa de Solidariedade Social dos Povos de Gondomar assinado em abril do ano passado, Marco Martins lamenta o resultado obtido desde então. “Gostaríamos que o protocolo tivesse dado resultados de uma forma mais célere mas não atiramos a toalha ao chão. O protocolo continua válido mas não teve o seguimento desejado. No entanto, ainda não desistimos de cumprir o protocolo celebrado com a cooperativa”, disse o autarca.

Paulo Teixeira, da Cooperativa dos Povos de Gondomar, mostra-se “estupefacto” com a declaração do presidente da Câmara. “Somos uma cooperativa e não fazemos política, trabalhamos. É o nosso trabalho que está aqui em causa e sempre pautamos a nossa ação com bom senso e boa fé, parece que isso não se verifica da parte do Município de Gondomar”, começa por dizer.

Ao Vivacidade, Paulo Teixeira revela não ter acesso às chaves de “cinco das seis salas cedidas pela autarquia desde setembro de 2015”. “As chaves foram entregues ao Município para realizar as reparações no edifício e desde então não nos foram devolvidas. Além disso, o protocolo tinha também prevista a criação de uma loja de rua que nunca existiu e, entretanto, a cooperativa já realizou um investimento avaliado em mais de metade do valor inicialmente previsto [75 mil euros]”, lamenta.

“Há muita gente desiludida com todo este processo. Não nos têm deixado executar o nosso plano e relativamente ao investimento agora anunciado lamentamos não termos sido chamados. Nem sequer tínhamos conhecimento deste investimento do Município”, conclui Paulo Teixeira.

Estacionamento pago no Mercado da Areosa - julho 2016

O estacionamento pago será renegociado pela autarquia / Foto: Pedro Santos Ferreira

Autarquia quer rever tarifa do estacionamento pago
O estacionamento pago na zona envolvente do Mercado da Areosa continua a custar 85 cêntimos por hora, contudo, ao nosso jornal Marco Martins adiantou a intenção de rever o atual contrato de concessão com o objetivo de reduzir a tarifa para os 60 cêntimos por hora. “Vamos ter que lançar um novo concurso com o objetivo de baixar os preços da tarifa, quer aqui quer em São Cosme. O contrato termina este verão mas terá que ser prolongado até à conclusão do concurso público”, revelou o presidente da Câmara de Gondomar.

, , , , ,
2 comentários em “Município investe 120 mil euros na praça do Mercado da Areosa
  1. Estamos fartos de saber como levianamente são gastos muitos dinheiros públicos que serviriam para atacar outras necessidades.
    Foram feitas obras só para gastar dinheiro. Não sou projectista,mas faria muito melhor. Acredito no presidente da câmara para dar outra vida ao projecto.

  2. O Sr. Presidente estava tão bem na Junta de RT,
    Todo o Autarca que põe um Camião Vassoura, que não Barre, com um, 2 , ou mais sopradores a soprar o lixo dos passeios, das Ruas, para cima dos automóveis estacionados, para dentro das janelas, das casas dos Munícipes, e com Contentores às Portas das Residências com odores a podre. E outros, no mínimo devia ser imediatamente corrido da CM ou da junta, nas próximas eleições volte à Junta sff

Comments are closed.