Museu Nacional Soares dos Reis acolhe exposição de Júlio Resende

Exposição Júlio Resende - março 2019

A vida e obra de Júlio Resende está em exposição no Museu Nacional Soares dos Reis / Foto: Direitos Reservados

A relação do pintor Júlio Resende com a escrita é o motivo maior da mais recente exposição evocativa à obra do mestre, intitulada “Júlio Resende. A Palavra e a Mão”, patente até 19 de maio, no Museu Nacional Soares dos Reis.

De acordo com o museu, além de pinturas e fragmentos literários, a exposição vai também incluir “ilustrações literárias a que Júlio Resende se dedicou, da banda desenhada e do desenho humorístico, que desde cedo publicou na imprensa, e da produção de figurinos e cenários para textos dramáticos levados à cena”, por companhias como o Teatro Experimental do Porto, o Teatro Experimental de Cascais e a Seiva Trupe.

“A exposição tem como fio condutor a relação do pintor com escritores como Vergílio Ferreira, Eugénio de Andrade, Mário Cláudio, Vasco Graça Moura, Fernando Namora ou Viale Moutinho, que abordaram o seu trabalho em diferentes momentos do seu longo itinerário artístico e identificaram os traços definidores da sua presença na arte e na cultura portuguesas”, pode ler-se no texto de apresentação da mostra organizada em colaboração com a Fundação Júlio Resende – Lugar do Desenho.

Júlio Resende nasceu em 23 de outubro de 1917 no Porto, onde frequentou a Academia Silva Porto e a Escola de Belas-Artes, sendo discípulo de Dórdio Gomes, e terminando o curso em 1945, com a pintura “Os Fantoches”, como recorda a biografia disponibilizada pelo Lugar do Desenho.

Júlio Resende morreu em 21 de setembro de 2011, aos 93 anos, em Valbom, Gondomar.

, ,