“Não tenho dúvidas de que o Gasómetro é o evento mais conhecido quer em Gondomar quer nos concelhos limítrofes”

Arquivo Vivacidade

Arquivo Vivacidade

Com o Gasómetro 2015 à porta [entre 10 e 12 de julho], o Vivacidade entrevistou o presidente da entidade organizadora, a Associação Social Estrelas de Silveirinhos. João Martins espera poder receber 20 mil pessoas no festival que, este ano, conta com a banda UHF como cabeça de cartaz.

Mais um ano, mais um festival. Foi fácil preparar o Gasómetro deste ano?
Contrariamente ao que se seria espectável, até porque nos últimos dois anos surgiram grandes dificuldades que puseram em causa a sua realização, para este ano as coisas correram muito bem e nunca se pôs em causa a sua não realização. Prova disso é o contrato com o grupo UHF que foi feito no início do ano.

Por falar em UHF, está à espera de uma maior afluência de público para esta edição? De facto, os UHF assumem-se claramente como a principal referência do Gasómetro. Se o tempo nos ajudar – note-se que nos últimos anos a chuva tem sido nota dominante – durante os três dias do Gasómetro poderão passar pelo recinto cerca de 20 mil pessoas.

Que novidades traz esta edição do Gasómetro?

Para além dos UHF, é importante referir o concerto de abertura. Não é surpresa para ninguém que a abertura do festival assume-se como uma verdadeira referência cultural, com concertos únicos, únicos pela qualidade e únicos porque muitas vezes só temos oportunidade de os ver neste dia e, este ano não foge à regra. Os elementos do principal grupo da noite, que já não atuam juntos há cerca de 40 anos, juntaram-se propositadamente para esta atuação. Vai ser uma noite excelente de grandes recordações com certeza. A ocupação do espaço andará muito próximo dos anos anteriores, com ligeiras alterações, principalmente na parte dedicada ao Artesanato.

A Associação Estrelas de Silveirinhos assume uma vez mais a organização deste evento. Considera que o Gasómetro já é reconhecido noutros municípios?

Não tenho dúvidas de que o Gasómetro é o evento mais conhecido quer em Gondomar quer nos concelhos limítrofes. É para mim e para a equipa que me acompanha um enorme orgulho organizar o Gasómetro.

Qual o orçamento e com que apoios contam para esta edição?

O orçamento para este ano rondará os 18 mil euros e para este ano contamos com o apoio da Câmara Municipal de Gondomar, IPDJ, Junta da União das Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova e comércio e indústria local. Desconhecemos ainda os valores envolvidos por parte das entidades. Esperamos sinceramente receber valores que possam ir de encontro à importância do evento e àquilo que ele representa para a freguesia e para o concelho.

, , ,