Obras no Cais da Lixa avançam para execução do projeto

Obras avançam para execução do projeto / Foto: Direitos Reservados

A Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo (APDL) e o empreiteiro Inersel assinaram, a 16 de julho, o auto de consignação para a execução do projeto na Zona Portuária da Lixa.

A obra no Cais da Lixa, que tem como principal objetivo criar as condições para a instalação de quatro novos postos de amarração para operações logísticas de navios tipo hotel. O projeto resulta do protocolo de cooperação assinado entre a APDL e o Município de Gondomar, correspondendo a um investimento de 1,6 milhões de euros por parte da APDL.

Desta forma, assinado o auto de consignação, ato que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins, “o projeto contempla a execução da retenção marginal e respetiva proteção com enrocamento; a execução do arruamento e respetivo arranjo exterior; a rede de abastecimento de água e incêndio; a rede de drenagem de águas residuais e pluviais; as instalações elétricas e iluminação pública; e a instalação de sensores ambientais”, informa o Município de Gondomar.

A obra, recorde-se, visa ainda contribuir para a regularização das margens do Douro e para a contenção da erosão costeira. Este é um dos muitos investimento já efetuados e em curso pelo “Douro Inland Waterway 2020”, projeto orçado em 76,3 milhões de euros que pretende melhorar as condições de segurança e os sistemas de comunicação e de informação, corrigir os constrangimentos no canal e nas eclusas de navegação e criar condições para que mais empresas possam usar o Douro como meio de transporte.

, ,