Orçamento Participativo: autarquia tem 15 mil euros para os projetos vencedores

Orçamento Participativo - janeiro 2019

António Braz, presidente da União das Freguesias de Gondomar, Valbom e Jovim / Foto: Arquivo Vivacidade

A União das Freguesias de Gondomar, Valbom e Jovim tem 15 mil euros para atribuir às melhores propostas do Orçamento Participativo. Os projetos deverão ser iniciados e concluídos durante o próximo ano. 

O Orçamento Participativo da União das Freguesias de Gondomar (São Cosme), Valbom e Jovim está a recolher propostas dos seus fregueses até 28 de fevereiro. No total, cada proposta poderá atingir um valor global de três mil euros, sendo a verba total da iniciativa de 15 mil euros, condição que permite concluir mais do que uma proposta.

“Nesta altura estão abertas as candidaturas e as pessoas podem submeter as suas ideias. Se sobrar verba, vamos concretizar mais do que uma ideia. O nosso objetivo é lançarmos as obras e concluirmos ainda este ano, mas não é rígido que assim seja”, afirma António Braz, presidente da Junta.

Satisfeito pela implementação de uma ideia que constava do programa do Partido Socialista nas últimas eleições Autárquicas, o responsável pela União das Freguesias espera agora “a adesão dos gondomarenses, valboenses e jovinenses”.

O Orçamento Participativo visa, sobretudo, potenciar a democracia participativa, voluntária e ativa dos cidadãos. Desta forma, o cidadão não vê a sua participação limitada ao voto para eleição do poder executivo, passa também a envolver-se no processo de decisão sobre as políticas de intervenção e investimento no território da União das Freguesias.

, , , , ,