Orçamento Participativo: Rio Tinto reúne 17 propostas

Nuno Fonseca, presidente da Junta de Freguesia de Rio Tinto / Foto: Pedro Santos Ferreira

Nuno Fonseca, presidente da Junta de Freguesia de Rio Tinto / Foto: Pedro Santos Ferreira

A 1ª edição do Orçamento Participativo de Rio Tinto recebeu 17 propostas. A adesão dos riotintenses “superou” as expectativas do presidente da Junta, Nuno Fonseca. 

Painéis de arte urbana, parques infantis, reabilitação de um parque infantil, criação de estacionamento para bicicletas, criação de um palco associativo, criação de um estúdio de gravação para bandas, construção de um ateliê para as lojas sociais, entre outras, são algumas das propostas apresentadas à 1ª edição do Orçamento Participativo (OP) da Junta de Freguesia de Rio Tinto.

Para Nuno Fonseca, presidente da Junta, o número de propostas entregues – 17 – “superou as expectativas iniciais”. “Isto é uma prova que a Junta de Rio Tinto tem grande alcance. É importante referir que a Câmara Municipal teve apenas 11 propostas na 1ª edição do OP e teve 19 propostas na edição deste ano, das quais cinco eram de Rio Tinto. A Junta, só nesta 1ª edição do OP, conseguiu 17 propostas”, afirma o autarca riotintense.

Segundo o presidente da Junta de Rio Tinto, “as propostas dividem-se pelo território da freguesia e muitas delas são ideias genéricas. Há três propostas de construção de parques infantis. Há ainda propostas que a Junta implementará mesmo que não sejam vencedoras do OP”.

A próxima fase do OP – apreciação das propostas – decorre até 30 de abril. “A votação realiza-se no dia 2 de maio. Até ao dia 15 de maio há um período de reclamações e no mês de junho realizam-se as votações. Segue-se o período de execução da obra”, explica Nuno Fonseca.

O Orçamento Participativo da Junta de Rio Tinto tem prevista uma verba de 10 mil euros.

, , , ,