Os presidentes para os próximos quatro anos

No dia 29 de setembro Gondomar virou uma página. O ciclo de Valentim Loureiro foi encerrado e de 11 freguesias o concelho passou a ter apenas sete. Entre Presidentes de Junta eleitos e reeleitos, Gondomar passou a ser governado por uma onda socialista que não se alargou somente a dois territórios agregados: Fânzeres e S. Pedro da Cova e Gondomar (S. Cosme), Valbom e Jovim. O Vivacidade falou com os autarcas e procurou conhecer as propostas para os próximos quatro anos de executivo.

De Rio Tinto à Lomba, os eleitores foram a votos no dia 29 de setembro. A certeza era uma: com a contagem ao final do dia teria início um novo ciclo. O Partido Socialista foi o grande vencedor da noite, com a eleição do novo Presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins, do Presidente da Assembleia de Gondomar, Carlota Teixeira, e de cinco dos sete Presidentes de Juntas e Uniões de Freguesia.

Nuno Coelho - Baguim do Monte

Nuno Coelho, presidente da J. F. de Baguim do Monte

Reeleição com vitória histórica em Baguim do Monte

Nuno Coelho foi reeleito com maioria absoluta em Baguim do Monte. Os baguinenses resolveram reforçar a votação do autarca socialista eleito pela primeira vez em 2005. Em entrevista ao Vivacidade, o presidente da Junta de Freguesia caracterizou esta vitória como “um resultado histórico”. “Transmite-nos um conforto ainda maior, mas também nos obriga a não defraudar a população”, refere Nuno Coelho. O mandato agora será, na opinião do socialista, de “concretização” e o principal objetivo, o Centro de Saúde de Baguim do Monte. “Temos o terreno e o projeto. A Câmara quer avançar com a construção, mas está à espera que o governo permita desbloquear o dinheiro”, explica. Mas não é só na saúde que Nuno Coelho pensa. “Temos também outros projetos, como as escolas primárias onde queremos colocar a Casa da Cultura e Juventude e de apoio ao Movimento Associativo, que é fundamental. Na outra escola queremos colocar uma divisão da PSP”, afirma.

Daniel Vieira - Fanzeres

Daniel Vieira, presidente da União de Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova

A CDU está preparada para gerir Fânzeres e S. Pedro da Cova

“A maioria absoluta muito significativa, nesta freguesia, é resultado de um bom trabalho e do reconhecimento do projeto que apresentámos às pessoas”, começa por referir Daniel Vieira, reeleito para S. Pedro da Cova pela CDU mas que agora tem pela frente uma realidade diferente com a agregação à freguesia de Fânzeres. A garantia da “mesma atenção” às duas freguesias é dada pelo autarca que pretende começar por uniformizar procedimentos e um conjunto de taxas. Já sobre a relação com o novo presidente da Câmara, Daniel Vieira espera encontrar um novo entendimento com as Juntas de Freguesia e manter as relações institucionais positivas.

, , , , , , , , ,