Ourindústria 2015 conta com desfile de jóias e “montras vivas”

Ourindústria 2015 / Foto: Ricardo Vieira Caldas

Ourindústria 2015 / Foto: Ricardo Vieira Caldas

De 26 a 29 de março, o Multiusos de Gondomar recebe uma vez mais a Ourindústria, a feira gondomarense dedicada à ourivesaria. Ao todo são 85 expositores que levam o melhor da sua arte ao concelho mas este ano há novidades também a respeito da moda. O Vivacidade falou com Miguel Reis e Belisa de Sá para perceber o que têm preparado para a edição deste ano.

Designer de moda e ex-manequim pela Central Models, Belisa de Sá traz este ano 12 manequins à Ourindústria. O objetivo? Organizar um desfile de joias e promover “montras vivas” para a inauguração do certame. “Vamos fazer uma encenação na quinta-feira às 19h, com uma montra viva onde as pessoas poderão estar mais próximas das manequins. Esta foi a primeira vez que organizei um desfile em Gondomar,  sou de Ponte de Lima, mas o objetivo é apresentar algumas empresas de joias de Gondomar. No sábado, às 21h30, haverá um desfile”, conta a designer ao Vivacidade. Ao seu lado, na organização do desfile, está Miguel Reis, proprietário da Loja Miguel, em Gondomar. “No dia 27, a feira abre a profissionais e, no dia 28, a partir das 16h, com a colaboração de um cabeleireiro gostaríamos de começar a trabalhar os manequins em palco, até à hora do desfile. Gostaríamos de criar um cenário, com o cabeleireiro a trabalhar ao vivo. Depois disso começa o desfile, que poderá durar de 20 a 30 minutos. Mas ainda está por confirmar este cenário. No ano passado fizemos um desfile de moda que encheu o Multiusos de Gondomar mas sentiu-se que os expositores preferiam um desfile de joias”, confessa Miguel Reis.

Miguel Reis, Belisa de Sá e manequis / Direitos Reservados

Miguel Reis, Belisa de Sá e manequis / Direitos Reservados

O presidente do município de Gondomar, Marco Martins, explicou ao Vivacidade o objetivo deste evento. “É mais uma feira para promover Gondomar no país e na Europa. O nosso objetivo é internacionalizar a feira”, afirma. José Fernando Moreira, vereador das Feiras, Mercados e Eventos Promocionais, por sua vez, espera receber mais visitantes do que no ano passado. “Em 2014 recebemos cerca de cinco a seis mil pessoas, foi um recorde. A expectativa é aumentar o número de visitantes da área. Fizemos uma base de dados, desde junho, e estamos em contacto com um maior número de trabalhadores da área”, esclarece.

Da parte do CINDOR, Eunice Neves, diretora, atribui ao centro tem uma “ligação umbilical com o certame”. “Tratando-se de uma feira de grande relevância setorial, é de muito bom grado, que – a par da AORP – o CINDOR se associe, como parceiro, ao grande organizador da feira, o Município de Gondomar”, explica. “O CINDOR estará representado em stand próprio, assegurando a demonstração ao vivo da arte da ourivesaria, este ano com particular ênfase na Filigrana, uma área muito na moda e em que temos apostado fortemente, fruto da elevada procura”, finaliza.

, , , , ,