Outubro é mês de cultura em Fânzeres

Música e teatro animaram Fânzeres em outubro / Direitos Reservados

Música e teatro animaram Fânzeres em outubro / Direitos Reservados

A freguesia de Fânzeres acolhe, desde o dia 1 de outubro, um conjunto de iniciativas culturais que vão desde a música ao teatro.

O Dia da Música não passou despercebido à União das Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova. A Cripta da freguesia acolheu na noite de 1 de outubro a dupla de violino e guitarra, Hugo Vitorino e Zema, assim como o Orfeão de S. Pedro da Cova e o Grupo Coral do Clube Portugal Telecom Zona Norte. A 12 de outubro, pelas 17h, a Escola de Música Leões do Ramalho em conjunto com Leonel Aguiar e com o Orfeão da Associação Estrelas de Silveirinhos atuaram também no Salão Paroquial de Fânzeres. Daniel Vieira, presidente da União das Freguesias, explicou ao Vivacidade que “em S. Pedro da Cova já se assinalava o Dia da Música com diversas iniciativas durante todo o mês de Outubro que envolviam os diversos agrupamentos musicais: orfeões, banda de música, escolas de música, etc.” “Este ano alargamos esta iniciativa à freguesia de Fânzeres realizando assim duas iniciativas, que visam a promoção e o gosto pela música. Continuamos a envolver a criação artística existente na freguesia. Para nós a promoção da cultura é uma prioridade”, acrescentou.

Festival de Teatro termina a 25 de outubro com o Centro Republicano e Democrático de Fânzeres

Já na área teatral, Fânzeres contou e conta com mais uma edição do Festival de Teatro da freguesia no Salão Paroquial. No dia 4, ‘O meu querido falecido’ trouxe a arte teatral aos fanzerenses com o Grupo Paroquial de Teatro do Orfeão de S. Pedro da Cova. ‘O meu marido que Deus haja’ esteve em cena a 11 de outubro com o Grupo de Teatro da Associação Recreativa de Ferreirinha. A 18 de outubro, a noite foi de ‘Comédias’ com a SOIR e no dia 25, chega ao palco a última peça do festival: ‘Recordar é viver’, do Grupo de Teatro o Republicano do Centro Republicano e Democrático de Fânzeres.

“Procuramos convidar para este festival grupos da freguesia, do concelho e um outro grupo convidado de Évora. O balanço que fazemos é globalmente positivo. Pensamos que é fundamental a criação de espaços de participação, fruição e divulgação cultural”, contou Daniel Vieira. “O Festival de Teatro de Fânzeres já tinha sido realizado por anteriores executivos. No ano passado não se realizou e esta União das Freguesias retomou a iniciativa, sendo a primeira edição após a agregação”, explicou o autarca.

, , ,