PCP defende abolição das portagens na A41/A42

Abolição portagens CDU - abril 2018

A delegação da CDU vai bater-se pela abolição das portagens em Gondomar / Foto: Pedro Santos Ferreira

O PCP apresentou na Assembleia da República um projeto de resolução pelo fim das portagens na A41/A42, A28 e A29. Diana Ferreira, deputada na AR, visitou o concelho de Gondomar. 

O partido comunista desenvolveu nova ação pela abolição das portagens na A41/A42, A28 e A29. O PCP defende a rápida eliminação da cobrança de tarifas nestas autoestradas, tendo entregue na Assembleia da República um projeto de resolução que prevê a eliminação das portagens e que solicitará a discussão do tema no Parlamento, ainda este mês.

“Importa recordar que estamos a falar de ex-SCUT (Sem Custos para o Utilizador) que foram construídas em cima de estradas nacionais, deixando sem alternativa muitas pessoas e empresas. Estas estradas foram construídas com o pressuposto de não acarretar custos para o utilizador, como o próprio nome indica. Contudo, em 2010, começaram a ter portagens e isso tem causado grande prejuízo aos cidadãos e aos empresários”, afirma Diana Ferreira, deputada no PCP na Assembleia da República.

No caso de Gondomar, A41/A42, a representante comunista lembra que a discussão “ganha urgência”. “O concelho está partido a meio. Há uma impossibilidade de circular normalmente dentro deste território e isso não faz sentido. São estradas sem alternativas credíveis, que não existem, por isso não faz sentido que as populações sejam penalizadas com este custo”, reitera a deputada.

Diana Ferreira, Daniel Vieira, vereador da CDU na Câmara Municipal de Gondomar, e outros autarcas do PCP visitaram o nó das Medas, no âmbito da divulgação desta iniciativa.

, , , ,