PCP exige avaliação de impacto do lixo tóxico

PCP Resíduos S. Pedro da Cova

O Partido Comunista Português reuniu-se junto ao local onde estão depositados os resíduos / Foto: Pedro Santos Ferreira

O Partido Comunista Português considerou “urgente” o “apuramento exato” da quantidade de resíduos perigosos depositados em S. Pedro da Cova. Os comunistas entregaram no Parlamento um novo projeto de resolução do problema.

Diana Ferreira, deputada do PCP na Assembleia da República, e Daniel Vieira, presidente da União das Freguesias de Fânzeres e S. Pedro da Cova, anunciaram, a 11 de dezembro, a intenção de apresentar na Assembleia da República um novo projeto de resolução em que os comunistas reclamam uma “calendarização urgente das medidas necessárias para o apuramento exato da quantidade de resíduos existentes e para a sua integral remoção”, explica Diana Ferreira.

“O objetivo é resolver este problema de uma vez por todas, mas além da remoção integral dos resíduos, consideramos prioritário fazer um estudo sobre o impacto dos resíduos numa comunidade que convive com um crime ambiental há mais de 12 anos”, disse a deputada do PCP.

Daniel Vieira, autarca local, espera “ver aprovado” o projeto de resolução que prevê o “apuramento exato” e a realização de um estudo sobre o impacto dos resíduos perigosos na saúde pública da população de S. Pedro da Cova. “Se os partidos que em junho – na altura uma minoria – voltarem a votar favoravelmente este projeto, julgamos que há todas as condições para que seja aprovado”, afirmou o presidente da União de Freguesias.

A proposta do PCP será levada a debate “tão cedo quanto possível”, garantiu Diana Ferreira.

, , , ,