Pedofilia abala Grupo Desportivo de Baguim do Monte

Fernanda Pereira - Grupo Desportivo Baguim do Monte - setembro 2016

Fernanda Pereira, presidente do Grupo Desportivo de Baguim do Monte / Foto: Pedro Santos Ferreira

Humberto Cunha, 65 anos, reformado e treinador da equipa de iniciados de futsal do Grupo Desportivo de Baguim do Monte, foi preso pela Polícia Judiciária do Porto por abusar de quatro rapazes. 

“Nem que esse homem saia ilibado eu não o quero mais aqui. Está em prisão preventiva, em Custóias, e até ser julgado é inocente, mas não o queremos mais aqui”, começa por dizer Maria Pereira, presidente da direção do Grupo Desportivo de Baguim do Monte.

As declarações da dirigente surgem ao ser confrontada com o alegado caso de pedofilia, após Humberto Cunha, técnico do clube há cerca de quatro anos, ter sido denunciados aos pais por um jovem atleta.

“Era uma pessoa espetacular, de uma grande educação e nunca esteve isolado com os meninos enquanto trabalhava no clube. Dizem que ele era homossexual mas isso para mim é indiferente. Só soubemos da situação quando a PJ entrou nas instalações desta associação”, explica Maria Pereira ao nosso jornal.

O treinador terá abusado de quatro atletas, com idades entre os 12 e 15 anos, isto apesar da fama de ser muito amigo das crianças e de procurar a companhia delas, fora dos treinos e dos jogos. “É importante dizer que esta pessoa já passou por muitos clubes e nenhum deles disse nada sobre o senhor Humberto”, alerta ainda a dirigente do clube baguinense.

Humberto Cunha aguarda agora julgamento em prisão preventiva.

, , , ,