Poemas Soltos 2014 juntaram mais de 800 crianças no Multiusos

Estiveram presentes várias individualidades políticas / Foto: Ricardo Vieira Caldas

Estiveram presentes várias individualidades políticas / Foto: Ricardo Vieira Caldas

O 10.º concurso de poesia, organizado pelas Bibliotecas Escolares do Concelho de Gondomar, teve o seu momento mais alto com a entrega de prémios aos participantes, a 30 de maio, no Multiusos de Gondomar.

A cerimónia envolveu mais de 800 crianças do ensino primário ao secundário, adultos dos cursos de formação e famílias que acompanharam os participantes. Os vencedores dos primeiros prémios [por escalão], que receberam um prémio no valor de 100 euros, foram David Ferreira, Ana Rita Teixeira, Joana Ribeiro, Magda Mendes e Maria Loureiro. Os segundos e terceiros prémios eram de 75€ e 50€, respetivamente.

Marília Paiva, professora na EB1JI de Boucinha foi uma das organizadoras enquanto professora bibliotecária. Em entrevista ao Vivacidade explicou que “só no escalão A, a iniciativa Poemas Soltos obteve 396 poemas” o que foi “muito positivo”. “É divertido a forma como fazem a poesia. É uma forma de cativar os alunos para o português. Chamamos-lhes poetas à solta”, esclareceu a professora.

A atividade envolve todas as escolas públicas e privadas do concelho de Gondomar e a organização é rotativa, tendo este ano sido atribuída ao Agrupamento de Escolas de Pedrouços, Agrupamento de Escolas de S. Pedro da Cova e Agrupamento de Escolas de Rio Tinto.

No pavilhão Multiusos estiveram também presentes várias individualidades políticas, como o presidente, vice-presidente e vereadora da Educação da Câmara Municipal de Gondomar, e os diretores executivos dos agrupamentos organizadores.

O presidente da Câmara Municipal de Gondomar, Marco Martins, congratulou os organizadores da iniciativa e elogiou o trabalho do professores. “Para nós é uma honra que haja este tipo de envolvimento das escolas mas muito se deve ao trabalho voluntário dos professores que trabalham fora da sua atividade, fora do seu serviço e merecem o meu reconhecimento”, referiu. Em relação às más condições de algumas das escolas que sofreram remodelações recentes o edil camarário garantiu: “Iremos até à última consequência para responsabilizar quem fez mal [as obras nas escolas]”.

,