PS Gondomar solidário com Marco Martins

Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar / Foto: Direitos Reservados

Marco Martins, presidente da Câmara Municipal de Gondomar / Foto: Direitos Reservados

O Partido Socialista de Gondomar emitiu, esta quinta-feira, um comunicado que dá conta do condicionamento a que a autarquia estará sujeita, face às mais recentes condenações jurídicas.

Em nota enviada à imprensa, esta quinta-feira, o PS Gondomar relembra a condenação da Câmara Municipal de Gondomar na devolução de um valor aproximado de 11 milhões de euros de fundos comunitários para dar conta de um “comportamento dos executivos anteriores que deram origem à presente situação” e mostra-se solidário com o Município

“O atual executivo camarário já deu provas de todos os esforços fazer para dar conta da pesada herança que lhe foi deixada, e terá toda a solidariedade do Partido Socialista de Gondomar, que estará ao lado do senhor Presidente da Câmara, Marco Martins, nesta difícil caminhada que se avizinha”, pode ler-se no comunicado assinado por Luís Filipe Araújo, presidente da Comissão Política do PS Gondomar.

O documento refere ainda “o conjunto de contas que se vão acumulando para pagamento, por parte do Município” que condicionam os planos da autarquia para o futuro do concelho.

De acordo com o documento, o PS Gondomar admite não ser possível ignorar “a incúria que foi empregue no tratamento do assunto em causa pelos então responsáveis políticos com competência na matéria”.

Segundo Luís Filipe Araújo, o PS Gondomar considera também “ridículo pretender culpar-se o tribunal ou o próprio Estado pelas consequências que agora se materializaram”, conclui o comunicado.

, ,