“Quanto + Separas + Ganhas”: 48 toneladas de resíduos recolhidos no primeiro mês

Lixo reciclado

O desafio será agora alargado às IPSS do concelho / Foto: DR

No primeiro mês do concurso “Quanto + Separas + Ganhas” aderiram à iniciativa mais 15 mil alunos de 81 estabelecimentos de ensino de Gondomar. Município considera números iniciais “animadores”.

A Câmara Municipal de Gondomar, em parceria com os serviços de recolha da Rede Ambiente/EGEO e Filtex & Reciclagem, iniciou a 16 de novembro o concurso “Quanto + Separas + Ganhas”, iniciativa que se prolongará até 27 de maio.

Desde então aderiram à campanha de recolha de resíduos mais de 17 mil alunos de 98 estabelecimentos de ensino do concelho e já foi possível recolher 37 toneladas de papel e cartão e cerca de 11 toneladas de embalagens. Os números registados em dezembro de 2015, correspondem ainda a um aumento de 70% na recolha de papel e 54% na recolha de embalagens, em comparação com o período homólogo em 2014.

Ao Vivacidade, fonte da autarquia, considera os indicadores iniciais “extremamente animadores”. A mesma fonte do Município, afirma que “Gondomar é, sem dúvida, amigo do ambiente”, contudo, alerta, “há, ainda, um longo caminho a percorrer, e não nos custa admitir que há quem tenha feito já mais e melhor, mas estamos no caminho certo com a adoção do Plano Estratégico de Resíduos Sólidos Urbanos (PERSU)”.

Segundo foi possível apurar, o projeto da autarquia “assenta numa estratégia fortemente orientada para o incremento das recolhas seletivas porta-a-porta e no reforço da aposta na comunicação e sensibilização” para a recolha de resíduos.

Recorde-se que no âmbito do PERSU 2020, foram fixadas como metas, para o sistema Lipor, a recolha seletiva de 50 quilogramas por habitante por ano e 35% de preparação para reutilização e reciclagem. “São metas ambiciosas, é certo, mas que queremos atingir”, refere fonte da Câmara Municipal de Gondomar.

Desafio alargado às IPSS do concelho

No início deste mês, a Divisão de Desenvolvimento Ambiental da Câmara Municipal de Gondomar alargou o desafio às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), com o mote: “Em 2016, o seu resíduo tem valor social”. O concurso é válido para a separação dos resíduos de papel, embalagens e vidro produzidos pelas IPSS do concelho. As instituições poderão auferir prémios de 100 euros por tonelada ou 50 euros por tonelada, para aplicar nas valências sociais que cada uma desempenha.

O concurso destinado às IPSS está na fase de inquérito e arranca em fevereiro.

, , , , , , , , , ,