Rio Tinto quer segurança para os cidadãos e aponta solução para minimizar acidentes na conduta

Estragos provocados pelo rebentamento da conduta / Arquivo Vivacidade

Estragos provocados pelo rebentamento da conduta / Arquivo Vivacidade

O dia 4 de janeiro não passou despercebido aos riotintenses. Uma conduta de abastecimento de água sofreu uma rutura em pleno centro de Rio Tinto e jorrou para as ruas cerca de 8000 metros cúbicos de água. Resultado? Vários danos causados em veículos e na via pública.

Na manhã de 4 de janeiro, por volta das 10h, uma conduta de abastecimento de água, que liga Jovim a Pedrouços, sofreu uma rutura na Avenida Dr. Domingos Gonçalves de Sá, no centro de Rio Tinto, provocando o caos na freguesia.

Durante 45 minutos, cerca de 81 mil litros de água foram despejados nas ruas causando prejuízos de quase 100 mil euros no domínio público e danificando duas dezenas de carros, tendo pelo menos um deles sido engolido com a abertura da cratera.

As equipas de prevenção deslocaram-se de imediato ao local indicado para seccionar a conduta, de forma a evitar maiores danos. Esta conduta em betão armado, com diâmetro de 1000 mm, é responsável pelo abastecimento de água aos municípios de Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto e Valongo.

, ,