Sétima arte premiada em Fânzeres e São Pedro da Cova com Festival de Curtas Metragens

Já são conhecidos os galardoados da V Edição do Festival das Curtas Metragens de Fânzeres e São Pedro da Cova que decorreu durante o ano passado. Devido ao panorama atual o executivo decidiu não realizar nenhuma cerimónia de entrega de prémios para salvaguardar a segurança de todos os envolvidos e da população.

O concurso da União de Freguesias de Fânzeres e São Pedro da Cova teve um júri composto por Paulo Ferreira, Flávio Pires e Pedro Ferreira que elegeram como curta metragem “A Vida Dura Muito Pouco”, realizada por Dinis Leal Machado. O Documentário produzido na Vila de Roiz, Santo Tirso, retrata a vida de José Pinhal, um desconhecido cantor de Matosinhos, que se torna num dos maiores mitos da música popular portuguesa.

Neste concurso o júri atribuiu duas menções honrosas. A Primeira atribuída foi à curta Britânica “Unfamiliar” realizada por Beate Sneidere e a segunda premiada foi cedida à curta Lisboeta “Consequência” realizada por Virgínia Barbosa. No que concerne à Curta metragem local vencedora foi premiado “Um Marco no Futebol”, realizado por José Caetano.

Segundo o responsável do Executivo da Junta deste Concurso, Pedro Barbosa: “Esta edição foi um enorme êxito. Apesar das circunstâncias epidemiológicas que o mundo atravessa, obtivemos um elevado número de participantes no nosso concurso, com várias participações vindas da Europa e África que nos enche de um orgulho enorme. Temos o objetivo de voltar a organizar mais uma edição das curtas no próximo ano, com algumas novidades”. ▪

, , , , ,