Vaga de assaltos em Gondomar

Papelaria Pandora, em Gondomar (S. Cosme) / Foto de Pedro Santos Ferreira

Papelaria Pandora, em Gondomar (S. Cosme) / Foto de Pedro Santos Ferreira

Durante os meses de julho e agosto, ocorreram em Gondomar oito assaltos, seis deles realizados por um trio que acabou por ser detido pela Polícia Judiciária. Os roubos chegaram a lançar o pânico nas lojas do concelho.

Em pouco mais de um mês, o trio detido pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto, foi responsável por seis assaltos a lojas de Gondomar, com prejuízos avultados para os comerciantes.

A vaga de roubos teve início no dia 12 de julho com o assalto à pastelaria “Doce Miragem”, em Fânzeres. Os assaltantes levaram o dinheiro do euromilhões [dois mil euros] e puseram-se em fuga para dois dias depois voltarem a assaltar um café, em São Cosme, e uma ourivesaria onde chegaram a haver disparos de uma arma.

Seguiu-se o assalto a uma farmácia em Rio Tinto, uma papelaria em São Cosme, e um restaurante, novamente em Rio Tinto. Logo após o assalto ao restaurante Madureira’s, a PJ conseguiu deter o trio de assaltantes e relacionar os indivíduos com os assaltos cometidos.

Em entrevista ao Vivacidade, o proprietário da “Papelaria Pandora”, em São Cosme, não quis revelar o montante roubado mas admitiu ser uma quantia “que faz falta”. A juntar aos assaltos do grupo que acabou por ser detido, ocorreram ainda dois assaltos que envolveram uma agressão à vítima e um buraco na parede de um supermercado vazio com acesso a uma ourivesaria.

, , ,