Afinal o IMI vai aumentar… por decisão do PS!

Quando esta edição do jornal “Vivacidade” chegar às mãos dos seus leitores, já a Câmara Municipal de Gondomar terá deliberado sobre as taxas do Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) a aplicar no próximo ano.

Quando estiverem a ler estas linhas, já o Executivo maioritário liderado pelo Partido Socialista, terá por certo feito aprovar tais documentos.

Quando “mastigarem” e ponderarem o que vos estou a escrever, já a equipa liderada por Marco Martins terá decidido aumentar o IMI!

Muita publicidade fez o atual presidente da Câmara de Gondomar nos últimos anos sobre a taxa do IMI. Que estava sempre a baixar, que era um exemplo e, até, que nem se justificava aplicar o designado IMI Familiar. Mas, afinal, parece que mudou de ideias. E parece que afinal há lugar para o IMI Familiar. E, infelizmente, parece que há lugar para aumentar as taxas do Imposto Municipal sobre Imóveis e, assim, onerar o orçamento familiar de muitas famílias gondomarenses.

Há, portanto, que de tudo isto retirar uma conclusão. Sendo aprovada a proposta do Executivo do Partido Socialista – e a maioria assim o faz prever… –, quererá tal dizer que Marco Martins andou equivocado durante alguns anos. Ou, pior, que nem quero acreditar, andou a equivocar todos os gondomarenses.

Pelo que lemos na imprensa, o Partido Socialista, num golpe de “génio”, até parece ter descoberto uma grande solução. E até parece que vai tomar (ou já tomou…) uma decisão positiva para aqueles que são proprietários de imóveis e anualmente têm que pagar o IMI à Câmara.

Mas o que é certo, e inegável, é que por decisão do Partido Socialista as taxas do IMI Urbano e Rural vão aumentar! Ponto final! Exclamação… Teremos reduções para famílias numerosas? Pois, talvez…

Diz Marco Martins que, para alguns, haverá uma redução de 20 a 70 euros. E para os outros, quanto irá aumentar?

Afinal o que é uma família numerosa? E, considerando a descida da taxa de natalidade, as famílias numerosas serão cada vez mais ou cada vez menos?

Mas não pensem que o Movimento Independente “Valentim Loureiro Gondomar no Coração” apenas tem críticas a fazer a Marco Martins! Que as temos… Mas também o podemos elogiar. Mais não seja na decisão de agravar o IMI nos prédios devolutos.

Sim, que o aumente. Sim, que quem tem prédios devolutos – e deles não “cuide” – que seja responsabilizado por tal. Mas até aqui se esquece de algo: dos terrenos baldios.

De resto, as famílias de Gondomar não mereciam esta decisão de aumentar o IMI.

Espero que entre a elaboração deste texto (domingo), a decisão da Câmara (quarta) e a publicação do jornal (quinta) e a posterior decisão da Assembleia Municipal (também na quinta), Marco Martins mude de ideias. E se lembre das promessas que fez aos gondomarenses.

, ,