Benfica assume a primeira posição, desilusão em Alvalade e no Dragão

Viva Desporto - setembro 2016

Após seis jornadas o SL Benfica continua sem perder / Foto: Direitos Reservados

Após seis jornadas, a única equipa do nosso Campeonato que ainda não sofreu qualquer derrota é o SL Benfica, somando cinco vitórias e um empate. Numa altura mais delicada, onde se colecionam lesões para os lados da Luz, as vitórias acabam por ser o único bálsamo possível e o lateral-esquerdo Grimaldo tem vindo a assumir-se como um jogador absolutamente essencial nas águias. Com o seu futebol muito veloz e perfumado, tem-se apresentado bastante competente a defender e um encanto no processo ofensivo. Veremos como a formação de Rui Vitória irá agora encarar os próximos jogos na condição de líder, já que as últimas exibições não têm sido propriamente convincentes.

Por outro lado, é pertinente salientar que apesar dos empates no terreno do Tondela e frente ao Copenhaga no Dragão, o FC Porto deu uma resposta extremamente positiva no derby da Invicta, principalmente na primeira parte. O golo madrugador do Boavista, marcado por Henrique Nogueira, acordou a equipa portista e os minutos que se seguiram deram origem a um verdadeiro massacre, acabando num 2-1 ao intervalo, com bis de André Silva. No entanto, encarar uma longa e dura temporada com apenas dois pontas-de-lança e utilizando por diversas vezes (ao que parece) o 1x4x4x2 é algo difícil de compreender e que carece de rigor. Ainda assim, Nuno Espírito Santo é o único treinador dos três grandes que chegou apenas este ano ao clube. O tempo é, por isso, necessário e mais do que justo.

O Sporting, na ressaca de uma espantosa exibição em pleno Santiago Bernabéu, foi perder na deslocação a Vila do Conde. O Rio Ave de Nuno Capucho derrotou a equipa orientada por Jorge Jesus com todo o mérito. Porém, quem pagou a fatura dessa pesada derrota foi o Estoril Praia, nesta última jornada. Resultado final de 4-2 favorável aos leões, num encontro onde o avançado holandês Bas Dost marcou mais dois golos. Já os reforços Alan Ruiz e André fazem-me equacionar até que ponto a atmosfera terrestre os deixa algo cansados, não permitindo uma movimentação sem pausas para hiperventilar. Estão, sem qualquer dúvida, em fase de adaptação ao nosso belo Campeonato.

Isto ainda agora começou e já está tão bom e disputado, o futebol é realmente mágico e coloca as emoções dos adeptos no seu expoente máximo. Há alguns dias atrás foi possível assistir a uma história verdadeiramente emocionante… Um homem não queria “partir” sem primeiro ver alguns jogadores do Manchester United… E a neta concretizou-lhe esse sonho através de um apelo nas redes sociais. Paddy faleceu minutos depois de estar com os atletas dos red devils e com a camisola do United vestida! Como é possível o futebol ter este impacto na vida de uma pessoa? Como? Muitos perguntam. Poucos sabem responder. É tudo uma questão de amor. Já Charles Bukowski dizia: «Find what you love and let it kill you!».

, ,