Campeonato ao rubro, pouco por jogar e tudo por desvendar

Viva Desporto - abril 2016

O campeonato aproxima-se do fim e está ao rubro / Foto: DR

Chegamos à altura das grandes decisões, onde se exige grande competitividade e respeito máximo. Águias e leões estão separados apenas por dois pontos quando restam quatro jornadas para o final do Campeonato. Sendo que o Sporting ainda terá que jogar no Estádio do Dragão e em Braga, e o SL Benfica deslocar-se-á a Vila do Conde e ao Funchal. Muita coisa pode mudar e quem pensar que o título está já decidido comete, quanto a mim, um erro primário.

Esta última vitória do Sporting, em Moreira de Cónegos, correspondeu a uma das exibições menos conseguidas da equipa de Jorge Jesus esta época. No entanto, o golo de Slimani foi suficiente para arrecadar os três pontos e colocar muita pressão na formação orientada por Rui Vitória, que apesar de não ter também convencido, recebeu e venceu o Vitória de Setúbal por 2-1, com Jonas a colocar-se de novo na liderança da Bota de Ouro, com 31 golos, a par do suspeito do costume Cristiano Ronaldo. Este avançado brasileiro é um verdadeiro craque que combina na perfeição com Nico Gaitán, juntos dão um espetáculo que se transforma num autêntico bálsamo para quem procura constantemente o bom futebol.

O FC Porto e o Sporting de Braga venceram, confortavelmente, as suas partidas – 4-0 ao Nacional e 3-0 ao Tondela, respetivamente – consolidando assim as suas posições na tabela classificativa. A reeleição de Jorge Nuno Pinto da Costa para a presidência do maior clube da Invicta é também motivo de destaque. Acredito que será o homem indicado para lidar com este momento tão delicado que a sua instituição atravessa. Não só pelo conjunto de competências que o levaram ao sucesso por diversas vezes e que fizeram que o FC Porto tivesse um Museu digno de registo, mas também pelo respeito enorme e pela confiança que, no fundo, os sócios do clube continuam a ter.

Já no fundo da classificação, a quantidade de pontos muda, mas a emoção e a paixão continuam lá. Exatamente da mesma forma e em larga escala. Tondela com 20 pontos, Académica com 24, Boavista e União da Madeira com 26. Ainda tudo é possível, os adeptos destes quatro clubes estão com uma crença enorme, o apoio é em massa e todos os jogos são agora encarados como verdadeiras finais. Quanto a mim, a equipa boavisteira é a melhor das quatro e penso que acabará por conseguir manter-se no principal escalão do futebol português, resta saber qual será a outra… Pouco por jogar, tudo por desvendar, assim vai o nosso Campeonato recheado de emoção, tanto pelo título como pela manutenção.

, ,