CDU – a força necessária, com um projeto distintivo

A CDU apresentou listas a todos os órgãos municipais do continente e da Madeira e a 15 dos 19 concelhos dos Açores, tendo aumentado o número de freguesias às quais concorre – 1807 das atuais freguesias, mais 72 do que em 2013.

Milhares de homens e mulheres, militantes do PCP, membros do PEV, da ID e muitos independentes que integram este projeto unitário de trabalho, honestidade e competência e que se comprometem com a defesa dos interesses das populações e a intervir para melhorar as suas condições de vida – uma prática que é concretizada pelos eleitos da CDU, tanto em maioria, como em minoria.

Gondomar é um concelho que demonstra isso mesmo – pela voz do vereador da CDU na Câmara Municipal foram levantados inúmeros problemas do concelho e pelas mãos do Executivo CDU da Junta de Freguesia da U. F. Fânzeres e São Pedro da Cova foi feito um trabalho reconhecidamente desenvolvido em prol das populações.

Daniel Vieira, atual presidente da Junta de Freguesia da U. F. Fânzeres e São Pedro da Cova é candidato à presidência da Câmara Municipal de Gondomar. Joaquim Barbosa é o primeiro candidato à Assembleia Municipal. São já conhecidas as candidaturas da CDU às freguesias do concelho, muitas já com apresentação pública.

Foi assumido e apresentado publicamente um conjunto de compromissos da candidatura da CDU com os gondomarenses que passam pelo envolvimento dos cidadãos e das forças vivas do concelho enquanto elementos centrais de uma gestão participada; pelo apoio, com base em critérios claros, a iniciativas do movimento associativo promovendo a diversificação, descentralização e democratização da criação e fruição culturais; pela criação de um pelouro específico que implemente e exija da Administração Central medidas concretas na área dos direitos e da inclusão sociais; pela elaboração de um projeto educativo municipal que conduza a sinergias entre as instituições e agentes educativos do concelho, em função das quais se potencie forças locais, se identifique os obstáculos e se supere ou minimize as vulnerabilidades; por políticas de apoio à atividade económica assentes na fixação de emprego, captação de investimentos, articulação da malha industrial com as vias de comunicação, a formação e o ensino, propondo-se a criação do Museu da Ourivesaria e de um polo de Ensino Superior ligado ao sector.

Este tem sido um caminho de força e de confiança no projeto da CDU. Pois então, que seja agora, Gondomar!

, ,