Dificuldades de visão nas crianças – esteja atento!

As doenças dos olhos que mais afetam as crianças são os erros refrativos (miopia, hipermetropia e astigmatismo), a ambliopia e o estrabismo. Estima-se que cerca de 20% das crianças em idade escolar tenham algum défice da função visual capaz de interferir no rendimento escolar. É fundamental que os pais, cuidadores e professores estejam sempre atentos a sinais ou sintomas que a criança possa apresentar, estando alerta para situações como a dificuldade na visão para o quadro ou para a televisão, o fechar ou tapar um dos olhos, os erros ao copiar, as dificuldades na leitura, a aproximação excessiva dos objetos, a lentidão ou rejeição das tarefas que exigem esforço visual, as dores de cabeça após a escola, náuseas, olhos vermelhos ou lacrimejantes, ou as dificuldades em suportar a luz. Para promover a saúde visual é importante ter iluminação, cadeira e secretária adequadas para as tarefas de leitura, corrigir posições erradas (como ler deitado de barriga para baixo), manter uma distância de leitura de 30 a 40 centímetros e fazer pausas durante a utilização de computadores e de outros dispositivos eletrónicos. No computador os olhos devem estar a um nível superior (15-20º) do centro do monitor e a distância da televisão deve ser cinco vezes a largura do ecrã.
Caso se aperceba de algum sintoma visual numa criança, é errado pensar que este vai desaparecer com o crescimento; procure o seu Médico de Família ou Pediatra, transmitindo-lhe essa informação, para que a situação seja devidamente encaminhada.

,