Editorial – Abril 2014

José Ângelo Pinto - Administrador da Vivacidade, SA.

José Ângelo Pinto – Administrador da Vivacidade, SA.

Caros Leitores,

Esta edição do Vivacidade tem um enorme conteúdo de contexto económico, pois é a economia e as empresas privadas que está a tirar o país da crise e a fazer renascer a esperança nos portugueses e também nos gondomarenses.
São eventos económicos como a potencial instalação de um canil no concelho, que já é discutido neste jornal e por todo o concelho há muito tempo ou a força do setor de ourivesaria que está bem patente na Ourindústria 2014 ou as necessárias alterações na gestão do pavilhão Multiusos, que compõem a realidade económica do concelho.
Tendo potencialidades enormes, pois a localização, o espaço e a relativa urbanidade escondida por trás de espaços rurais bem recônditos fazem de Gondomar um concelho que pode vir a ter uma das economias mais desenvolvidas da região, pois basta fazer uma gestão parcimoniosa dos recursos, promover os projetos e o financiamento adequados e os retornos serão imediatos.
Para tal é preciso uma visão estratégica e de longo prazo que, se existe, ainda não está comunicada nem formalizada, o que provoca dispersão desadequada de esforços dos privados que querem investir e que querem ajudar a promover e desenvolver a nossa terra.
Além da visão e da estratégia depois é preciso concretização, através de projetos e programas que levem ao desenvolvimento desejado.
Bem sabemos que os nossos autarcas têm tido muitos incêndios para apagar. E têm apagado. Mas agora é altura de começar a pensar em prevenir incêndios, em estruturar o nosso concelho para lá das tricas do dia a dia e promover a estruturação de um plano estratégico para Gondomar, bem como a discussão pública de quais projetos é que se vão realizar para concretizar essa estratégia.
E ter os privados ao lado do poder municipal nestas definições é fundamental para o sucesso, pois só envolvendo quem pode ajudar, envolvendo quem até pode modificar os seus próprios planos, alinhá-los com grandes objetivos e alinhando assim as expectativas de todos, é que se pode vir a tirar dividendos no futuro.

,