Editorial – Setembro 2013 (Edição Especial)

José Ângelo Pinto - Administrador da Vivacidade, SA.

José Ângelo Pinto – Administrador da Vivacidade, SA.

Caros Leitores,

Esta é uma edição muito orientada para a política local. O Vivacidade promoveu uma ampla discussão sobre as eleições para as autárquicas em Gondomar, tendo produzido e realizado um conjunto de atividades que permitem ter materializado informação completa e detalhada sobre as formas de fazer e de pensar dos diferentes candidatos.
Esta edição seria naturalmente diferente se a candidatura do movimento independente, liderada pelo atual vereador Fernando Paulo, não tivesse sido impedida de concorrer ao ato eleitoral, pois os impactos do movimento de independentes no Município são muito relevantes e haveria uma outra história para contar sobre o período de campanha eleitoral.
Votar é um ato de escolher. Quando se vota, escolhe-se entre pessoas, equipas, projetos, ideias e programas. O eleitor inteligente deve procurar fazer as suas escolhas de modo informado, procurando saber quem são as pessoas que constituem a equipa de cada um dos concorrentes, procurando saber como as equipas se organizam, quais são as medidas que vão procurar fazer, quais são as ideias que vão procurar concretizar.
Isso hoje é mais fácil do que há duas semanas atrás, pois os candidatos ouviram o nosso apelo na edição anterior e, na sua maioria, publicaram programas eleitorais dignos desse nome nos seus sites. Dado a situação de estarmos a alguns dias das eleições, achamos que uma análise, neste momento, desses programas poderia ser mal interpretada e por isso não a fazemos.
A equipa é um elemento determinante na capacidade de realizar os programas e concretizar as ideias. São as equipas que permitem ter bons resultados ou maus resultados. Já há uns anos aqui disse, que devia ser obrigatório para os políticos apresentarem as suas equipas e de que forma visualizam o funcionamento das pessoas de acordo com as suas competências e perfil. Ou seja, não apenas dizer quem são, mas também explicar como vão ser dispostas as pessoas e de que modo cada um contribuirá para os resultados pretendidos.
Claro, o bom líder é aquele que consegue estruturar a sua equipa de modo a que os resultados definidos sejam atingidos.
Gondomar precisa de um bom líder, de uma boa equipa, de boas ideias, de um bom projeto e de um bom programa para poder ser melhor.
Espero que os Gondomarenses consigam escolher a pessoa certa.

,