Gold Park, Gondomar é mais futuro

Por motivos profissionais, visitei há dias o edifício do Gondomar Gold Park, do Parque Tecnológico de Gondomar. Confesso que desconhecia a importância do equipamento para o tecido empresarial de Gondomar, e a sua potencialidade no investimento e desenvolvimento económico do concelho.

Atualmente, e desde a sua abertura oficial em novembro de 2015, conta já com várias lojas dedicadas à ourivesaria, bem como a incubação de inúmeras empresas ligadas diretamente ao setor. Existem dinâmicas, sinergias, investimento e crescimento económico, algo que era uma miragem em Gondomar há pouco menos de uma década.

A ausência de estratégia, de visão e de ação que caracterizou os 20 anos do anterior executivo, implicou que, silenciosamente e sem ninguém se aperceber, o tecido empresarial de Gondomar se fosse desenvolvendo de forma introspetiva, sem objetivos a longo prazo.

As empresas, que sempre foram maioritariamente familiares, sem a ajuda e sem o incentivo do executivo, continuaram o seu trabalho do dia-a-dia, sem potenciar uma visão estratégica que lhes ia permitir um salto significativamente qualitativo no futuro, e que os prepararia certamente para os momentos menos bons que marcaram a última crise.

Tudo parecia bem. Havia viagens de avião nas escolas, nos centros de dia. O metro chegava ao concelho, por responsabilidade da administração central, mas cujos louros eram falsamente apregoados pelos edis locais. Nos anos em que Portugal gozava de um crescimento económico notório, Gondomar seguia, ainda que nitidamente e sem fio condutor, essa corrente.

Até que, como se poderia prever, quando o crescimento diminuiu, o concelho não estava preparado, e as nossas empresas familiares sofreram grandes abalos, em grande parte irreversíveis.

Acredito por isso que tenha sido difícil a este executivo chegar ao tecido empresarial gondomarense, e convencê-lo da importância da inovação, da visão de longo espectro, e de como é fundamental haver abertura das empresas aos parceiros, a quem os quer ajudar a catapultar o seu negócio.

O Gold Park é um dos símbolos desse trabalho. Quem como eu o visitou, não pode ficar indiferente à qualidade dos serviços que oferece aos seus parceiros, do apoio e da formação constante. Respira-se investimento, inovação, crescimento e estratégia de futuro.

Foi árduo o trabalho para criar condições para poder trazer a este equipamento a Contrastaria de Gondomar, uma das três únicas existentes no país, e tenho pena que a maioria de nós não se tenha apercebido da importância desta grande conquista.

Gondomar está finalmente a trilhar passos em direção ao futuro, passos esses com estratégia e visão, e que não devem em tempo algum ser travados pelo vazio retrógrado que tanto tempo imperou.

, ,