Gondomar no caminho da prosperidade

Desde o dia da tomada de posse do novo Executivo da Câmara Municipal de Gondomar e o momento em que escrevo este artigo, passaram apenas 144 dias. E embora seja um curto espaço de tempo, sinto já que vivo noutra cidade, noutro município.
Para além de todos os problemas práticos, funcionais, económicos e sociais que Gondomar enfrentava no final de ciclo da antiga governação, havia também um problema de imagem que não era de todo menos importante. O município estava estagnado em termos de evolução, de acompanhamento dos tempos e da modernidade. Não obstante, as razões porque era conhecido não eram abonatórias, e a imagem que passava não era de todo positiva.
Quem está atento ao que se passa no terreno, nos serviços municipais, e até na comunicação social, verifica que Gondomar ganhou vitalidade, energia e reconhecimento.
Executaram-se obras municipais há muito necessárias e urgentes, renegociaram-se contratos com entidades externas para que melhorassem os seus serviços, promoveu-se a proximidade entre associações, colectividades e munícipes, criaram-se inúmeras atividades de promoção do concelho. Em suma, em apenas 144 dias Gondomar elevou-se a um lugar onde em vinte anos nunca esteve: o da eficácia.
Embora com algumas críticas, houve perseverança na criação de uma nova marca, que aliasse a tradição à modernidade, que fosse atrativa e promissora. Já tinha referido neste espaço a importância desta medida, mas realço novamente o seu papel na prosperidade do município. Era urgente, aliás incontornável, que o município fosse completamente dissociado da sua imagem passada. Para que avançasse em todos os sentidos, era preponderante que renascesse, que se recriasse.
Esse passo foi dado, e juntamente com todas as medidas práticas que foram tomadas em todos os pelouros, Gondomar torna-se atrativo para o investimento, para a inovação, para o crescimento. Sinto que, em contraciclo com o Governo central, a nossa autarquia usa todos os meios possíveis, todas as mais valias e valências para fomentar um crescimento sustentado, um desenvolvimento positivo e uma aposta ganha no futuro. Tudo isto com base num projeto seguro, bem delineado, e principalmente fruto de muito trabalho.
Em 144 dias os resultados são já visíveis: Gondomar emancipa-se, promove-se, superioriza-se. E eu, gondomarense, encho-me de orgulho da minha terra.

, ,