Natal e Ano Novo 2014

Todos os anos renovamos a esperança que o Novo Ano, nos traga melhores motivos de alegrar a nossa vida, dos nossos familiares e amigos. As Festas, de Natal e Ano Novo, constituem sempre uma oportunidade para pararmos e refletir, sobre o ano que se passou, para procurar soluções e corrigir o possível, esperando melhores tempos e motivações para a vida.
Vivemos uma época que não nos anima na espectativa de vida, no aspeto económico, mas lembrem-se que a saúde será o bem mais precioso que temos de preservar e esse, depende muito dos nossos hábitos de vida, tal como o exercício físico, o cuidado com a alimentação e todo um conjunto de cuidados e regras que ao longo dos nossos artigos aqui publicados neste jornal, compartilhamos com os leitores.
É óbvio, que não será a nossa intenção, tornar os leitores hipocondríacos, ou seja, alguém que supervaloriza os sintomas, imaginando logo que estão doentes, mas não é demais chamar atenção, que não devemos protelar sintomas e sinais clínicos anormais, que podem ser importantes, devendo ser o nosso médico a valorizar ou não, o que pode ser relevante, para que desse modo se possa resolver uma doença na sua fase inicial. Ainda esta semana, tive um claro exemplo disso, quando um familiar meu me telefonou, referindo que achava estranho, pois notava sangue na urina, de modo frequente. Apesar de uma pessoa saudável e com 52 anos, achei por bem recorrer de imediato ao colega de Urologia, que após uma consulta, pediu uma ecografia, que revelou uma lesão neoplásica da bexiga, em tudo podendo indiciar um cancro. Apesar da enorme preocupação despertada em todos nós, o facto de se descobrir numa fase muito inicial, será a grande vantagem para que se consiga erradicar de modo total a lesão, que, de outra forma, sendo protelada, poderia constituir um grave problema para tratamento total. Este é um claro exemplo de que devemos manter vigilância e consultas de rotina, para que não sejamos surpreendidos com uma doença já numa fase adiantada do seu processo.
Compete ao seu médico ou a um médico que recorra, fazer a triagem do que possa ser importante e depois fazer os exames complementares de diagnóstico, rx , ecografias, enfim, tudo a que o médico ache importante para chegar a um diagnóstico. É claro que quando falamos deste modo, pressupomos que haja uma dinâmica e resposta nem sempre possível na prática, pois, por vezes o acesso à saúde não será fácil e eficaz. Para os que possam, devem fazer seguros de saúde, que deste modo e complementar ao Serviço Nacional de Saúde, podem tornar mais rápido o acesso à saúde e até, porque não dize-lo, tornar o SNS mais livre para que possa ser mais eficiente aos que não podem fazer seguros de saúde e a ele tem de recorrer, mesmo para situações básicas. É tempo de acabar com a hipocrisia dos políticos “baratos”, que com frases muito “bonitas” insistem em enganar as pessoas menos atentas ou mais fáceis de enganar pela formação que têm.
Bem, mas é do Natal que vos queria falar e da esperança num Ano Novo melhor. Reconheço que não escrevo estas linhas, com a convicção que gostaria, mas caros leitores, vamos todos dar uma ajuda num Mundo melhor e esse começa na nossa terra, na nossa cidade de Rio Tinto. Agora que finalmente a Câmara de Gondomar se lembrou que existe Rio Tinto, com um conjunto de iniciativas e obras a iniciarem-se, que desde há muito eram necessárias. Deixo aqui as maiores felicidades para o nosso novo Presidente da Câmara de Gondomar, Dr. Marco Martins, um amigo que deixou uma obra fantástica na Junta de Freguesia de Rio Tinto e a toda a sua equipa de Vereadores que tive a oportunidade de conhecer na inauguração da Clínica Rio Tinto, a quem desejo que mantenham a motivação que neles senti, para continuarem um trabalho digno, embora difícil. Acima dos partidos estão as pessoas e essas são o que importa. Foi esse o exemplo que deu o Porto, com a eleição do Dr. Rui Moreira, um meu conhecido também, com claras capacidades de fazer bem e melhor.
Nem só de obras megalómanas e pouco úteis necessitamos, mas sim de preservar o que todos os dias utilizamos e sentimos. Isso prendem-se desde as vias de comunicação aos jardins com as flores que alegram a vista e emanam o perfume que nos toca na alma, para o bem estar de todos.
Bem hajam e votos de Bom Natal e melhor Ano Novo 2014… Até breve, estimados leitores…

, ,