O betão não pode falar mais alto

Rio Tinto é sem dúvida alguma, a freguesia mais martirizada em termos de ordenamento do concelho de Gondomar. O seu rio, que deu origem ao nome da freguesia, tem pago bem caro a fatura do desordenamento do território de Rio Tinto e de Baguim do Monte.
Do mandato anterior, não nos surpreendia a sua vocação para fazer dos espaços verdes empreendimentos de mais e mais betão. Agora, do atual poder camarário, nunca pensamos que fosse capaz de lhe seguir os mesmos propósitos.
Lembro-me bem, de há 30 anos atrás quando se deram os primeiros passos para a construção do parque da cidade no Porto em que os interesses imobiliários tudo fizeram para que à volta do parque, se construíssem prédios. Fruto de muita luta, tal não veio a acontecer e hoje está mais do que provado que isso foi o mais correto.
Assim, em Rio Tinto também terá de ser, pois, não faz nenhum sentido com tanta casa por habitar, que se queira construir ainda mais. Falam-nos num hotel. Com tantos hotéis a nascer aqui ao lado, no Porto, para quê fazer um hotel num espaço que pode ser mais bem aproveitado como zona de lazer para a população do concelho? Não ponho em causa que em Gondomar se construa um ou mais hotéis mas, existem outros locais onde são mais necessários, como por exemplo, próximo do Multiusos para que sirva de apoio aos eventos que ai se realizam!
Os riotintenses não compreendem como é possível que, o atual presidente do Município, sendo de Rio Tinto, não perceba que Rio Tinto só tem a ganhar com o seu rio e as suas margens recuperadas.
Este é o momento certo para impedirmos a destruição do pouco espaço verde que ainda nos resta. Por isso, apelo a todos os cidadãos de Gondomar para se unirem e assim, impedirem que se cometa mais este crime no nosso concelho.
Onde está o Presidente, que aquando das cheias veio para a rua junto das populações acusar o anterior executivo por ter permitido que se tivesse construído em leito de cheias?
Concordo plenamente com a sugestão de que, o espaço entre a linha do Metro e a Avenida do Rio seja uma zona arborizada potenciada pela ribeira da Castanheira e pelo rio Tinto assim como, o desentubamento do rio. E não nos venham dizer que tal não é possível pois, todos sabemos que sim, agora a questão é que o queiram.
O atual executivo, tem a obrigação de corrigir todo o mal que os executivos anteriores causaram à freguesia, e é isso que todos queremos!
É possível salvar o rio e as suas margens da especulação e dos grandes interesses!

, ,