O colar perfeito

Os acessórios são o complemento mais importante que existe. Estes são indicadores de estilo e reforçam a nossa identidade. O mesmo outfit pode ser completamente modificado só com a troca dos acessórios. Existem vários modelos e preços, para todos os gostos e carteiras.

Dos mais conhecidos e usados, os colares estão constantemente presentes nos outfits femininos, tanto para o dia a dia como para ocasiões especiais. Mas isso não significa que sejam de fácil conjugação. Escolher o colar certo para cada decote é um passo importante para conseguir uma aparência elegante e cuidada. O comprimento, o modelo, a cor e o tipo de pingente que é utilizado são pormenores importantes a ter em consideração quando for escolher o colar. Por exemplo, se este é longo e tem um pingente delicado, pode-se perder por cima de camisolas de gola alta e padrões fortes. A escolha da cor e do estilo deve combinar com a roupa em geral, e não apenas com o decote.

O formato do decote é o que mais compromete o modelo do colar, pois cada decote pede um modelo específico, por isso é essencial escolher sabiamente, selecionando um colar que se adapte ao decote. Assim sendo, quando usar decote em V, prefira colares que sigam a linha do “V” do decote. O decote redondo fica bem com colares que sigam a linha redonda criada por ele. As camisas com o colarinho fechado pedem um maxi colar que fique próximo do pescoço, já́ as camisas com o colarinho aberto, pedem colares em forma de V. O decote canoa fica bem com colares longos, com várias voltas. O decote de gola alta combina com colares longos e soltos, que criam uma linha vertical e alongam a silhueta. O decote quadrado fica bem com colares com pedraria e no decote princesa o maxi colar com formato em V é o que melhor fica. Quando usar o decote drapeado, prefira brincos. Divirta-se a experimentar e lembre-se também que as regras servem para serem quebradas.

,