O zigzag das contas municipais

Tal como aconteceu com o Orçamento para 2018, os eleitos do PPD/PSD têm, sucessivamente, recusado aprovar as opções políticas e de gestão do Partido Socialista na Câmara Municipal de Gondomar vertidas nas contas apresentadas. Temos um caminho, propostas e objetivos diferentes do atual executivo do Partido Socialista, pois damos prioridade ao futuro em prol de eleitoralismos de ocasião.

Essa dimensão transpira da documentação contabilística apresentada que revela despesas eleitorais criticáveis para o ano de 2017 em rubricas de Fornecimentos e Serviços Externos, onde se salienta mais 181% para “Publicidade e Propaganda”, e aumentos superiores a 15% nos trabalhos especializados. Acresce que os gondomarenses continuam sem saber quanto custou, de forma individualizada, a Cidade Europeia do Desporto 2017 e qual a evolução dos custos, ao longo dos quatro anos de mandato, da Noite Branca.

O aumento gradual das receitas provindas dos impostos diretos e indiretos poderia ter travado as alterações do IMI, aliviando a carga fiscal sobre os gondomarenses, e permitido um favorecimento fiscal das pequenas e médias empresas.

As taxas de execução apresentadas demonstram que não houve rigor na previsão da receita ou, por seu turno, existiu um orçamento empolado em algumas rubricas. Só assim se entende, por exemplo, taxas de execução abaixo dos 35% em rubricas como a Habitação, Ambiente, Transportes e Comunicações, ou uma aposta não suficiente na Educação ou na Ação Social. Os valores orçamentados para 2017, e posteriormente retificados, demonstram que não existiu uma lógica entre aquilo que foi previsto e o que foi executado. Transparece uma gestão corrente, pouco planeada e consistente.

Os eleitos do PPD/PSD estão muito apreensivos com os valores de endividamento apresentados, que não refletem nada do que foi anunciado pelo Partido Socialista durante a execução do mandato anterior, e, em particular, do que foi anunciado na última campanha eleitoral.

Nos não somos assim. Por isso não aprovamos as Contas apresentadas pela Câmara Municipal de Gondomar para 2017.

, ,