Prolongamento da linha do Metro até Gondomar

O alargamento da linha do Metro do Porto é uma justa aspiração de muitas populações do distrito do Porto, há já vários anos.

A atual rede de metro está incompleta e não serve as necessidades das populações enquanto não forem concretizados os devidos prolongamentos.

Há 14 anos a população da Trofa ficou sem o comboio e com a promessa (nunca cumprida) de, no seu lugar, ser garantida a mobilidade com o alargamento da linha do Metro do Porto.

Há mais de 10 anos que os concelhos de Gondomar e Vila Nova de Gaia esperam que o metro chegue a Gondomar e a Vila D’Este.

No caso de Gondomar, o prolongamento da linha é fundamental, uma vez que este concelho constitui um dos principais polos urbanos do distrito do Porto, sendo dos piores servidos em termos de transportes públicos e cuja ligação à rede de metro permitiria a garantia de mobilidade à população, contribuindo ainda para a dinamização da economia local.

O PCP tem acompanhado esta matéria e tem estado solidariamente presente: junto da população da Trofa que tanto tem reivindicado a construção da linha do metro até à Trofa e demonstrando a indignação sentida pela profunda injustiça que tem sido alvo, bem como não deixando cair no esquecimento a necessidade do prolongamento da linha do metro até Gondomar e Vila D’Este, tendo-as inscrito como compromissos eleitorais e propostas a apresentar.

Considerando o direito à mobilidade destas populações e entendendo que os prolongamentos das linhas até à Trofa, Gondomar e Vila D’Este são da mais elementar justiça para responder às necessidades da região, o PCP, honrando a palavra dada, entregou na Assembleia da República uma iniciativa legislativa para responder a estas aspirações, recomendando ao Governo a construção da ligação do ISMAI à Trofa, até ao final de 2017, bem como que sejam tomadas as medidas necessárias para a planificação que conduza ao prolongamento da Linha D (Amarela) até Vila D’Este (Vila Nova de Gaia) e da Linha F (Laranja) até Gondomar.

Sucessivos governos têm adiado a concretização destes prolongamentos, escudando-se em variados pretextos – o anterior Governo PSD/CDS utilizou a troika estrangeira como desculpa, chegando a mantê-la mesmo quando a troika já não estava por cá e tinham anunciado “cofres cheios” ao país.

Já basta de desculpas: o prolongamento da linha do metro até à Trofa, Gondomar e Vila D’Este tem que ser uma prioridade, considerando o que significa para estas populações e para a economia regional.

, ,