Rio Tinto quer um parque por inteiro, não precisa de mais betão

No passado dia 11 de dezembro, o Bloco de Esquerda realizou uma ação de denúncia contra esta incompreensível decisão do Presidente da Câmara que, a se concretizar, será o fim dos sonhos de muitos que, ao longo dos anos têm lutado por um rio despoluído e para as pessoas.

Aquando da revisão do PDM, foi-nos dado a conhecer uma zona na sua totalidade verde. Qual o meu espanto, bem como da maioria dos gondomarenses, e já em cima da decisão a proposta final tinha sido alterada.

Assim, passava a ser permitido na maioria dos terrenos “construir mais betão”.

Com esta decisão, o que a Câmara está a fazer é acabar de vez com a possibilidade que ainda nos restava para podermos devolver o rio aos gondomarenses.

Pergunto, para quê mais construções? Quem passa pelas ruas de Gondomar e por todo o país o que mais vê são casas vazias.

Não dá para entender esta decisão! O Partido Socialista sempre defendeu o parque urbano nesse espaço entre a Quinta das Freiras até ao Parque Oriental já em território da cidade do Porto.

O papel de uma autarquia não pode ser o de beneficiar os privados que é o que acontece com esta decisão.

Primeiro, paga-se o terreno por um preço espectacular de 825 mil euros, segundo dá-se licença para poder construir, terceiro oferece-se a rua já feita e paga com o dinheiro dos gondomarenses em que teria de ser o construtor a fazê-la para ter acesso às habitações e ainda ficar com vistas para o rio e para aquilo a que a Câmara chama de parque urbano, que vai valorizar e muito os andares.

Perante tudo isto o que é que os gondomarenses ganham?

O sr. Presidente da Câmara tem de explicar de forma muito clara o que o levou a tomar esta decisão que só nos prejudica a todos em benefício do dono dos terrenos.

Veja-se que a área destinada ao parque era de cinco hectares e com esta alteração passa para menos de um hectare. Convido, quem ainda não conhece, a ir ver o que fica para o dito parque que a Câmara diz que quer construir. Não passa de um corredor estreito entre a estrada e a linha do metro.

Faço daqui um apelo a todos os eleitos da Câmara, da Assembleia Municipal, da Junta de Freguesia de Rio Tinto e da Assembleia de freguesia para que todos, a uma só voz, travemos esta decisão.

Ainda vamos a tempo de salvar o pouco que resta, depois de lá construírem já nada mais haverá a fazer.

De pouco servirão os milhões de euros que foram gastos e os que ainda se vão gastar na despoluição do rio se ele não servir para a população.

O Bloco de Esquerda defende um parque em toda a extensão que valorize todo o concelho.

Hoje temos o exemplo do parque da cidade do Porto, onde todos os dias milhares de pessoas o frequentam e usufruem de um espaço verde de lazer para diversas atividades lúdicas e desportivas.

Vamos todos fazer força para que tenhamos um parque por inteiro e não um parque menos de meio pois Gondomar merece muito mais!

, ,