Senhores jornalistas, usem a fita métrica!

Desta vez vou abordar um assunto “fora da caixa”. O que quer dizer, algo que é inesperado e ninguém, até à data, decidiu fazer…

Há uns dias dediquei-me a ir tirar medidas. Ou seja, peguei numa fita métrica e fui para a rua fazer figura triste, algo que certas pessoas até podem considerar normal.

Munido de telemóvel e de fita métrica tradicional, fui medir o espaço existente na nova Rua D. João de França, uma artéria de Gondomar que liga o Largo do Souto a Ramalde.

Há uns meses a Câmara de Gondomar anunciou e deliberou uma intervenção na referida artéria. Que as raízes das árvores estavam a estragar tudo, que os passeios precisavam de ser melhorados, que o piso estava deteriorado e mais não sei bem o quê… Como sempre bastará ir procurar no Facebook do Senhor Presidente os motivos de tal intervenção. É que, como sempre, o Senhor Presidente anuncia tudo no Facebook. O que faz, o que quer fazer e, até, o que nem o deixam fazer…

De regresso à Rua D. João de França… fui tirar medidas. A pé, com fita métrica, com telemóvel e, no final, com o carro.

Não consigo compreender! A “nova” Rua D. João de França, na qual diariamente passam centenas de viaturas ligeiras, transportes públicos e carros de mercadorias, destina-se a quê?? Vai ter sentido único?

O que é um facto – e qualquer um dos atentos leitores do Vivacidade o pode ir confirmar! – é que a renovada artéria, por muito bonita que vá ficar, parece não ter espaço para duas viaturas se cruzarem.

Foram-se as árvores, centenárias. “Plantaram-se” uns postes de iluminação, novos, bonitos, mas que não compensam a beleza do que lá estava. As raízes estavam a estragar tudo? Não digo que não… Mas contesto a decisão, “iluminada”, de tirar tudo para meter tudo de novo. Só que as árvores vão demorar a crescer. E os passeios, de tão largos, deixam toda a liberdade às bicicletas e transeuntes, mas pouco espaço para que dois carros se cruzem.

Há assuntos que me parecem verdadeiras brincadeiras de 1 de abril, Dia dos Enganos. Até me dava vontade de falar, como numa freguesia de Gondomar, que a Câmara descobriu ouro na Rua D. João de França. E que, por isso, anda a “escavacar” a rua toda, à procura de ouro, para no fim a deixar igual. Ou pior!

Fico à espera das próximas novidades do Senhor Presidente. Estou certo que, daqui a uns dias, vai fazer “selfies” na Rua D. João de França. Pode ser que consiga apanhar, nas “selfies”, o entupimento que as novas medidas do traçado viário vão implicar. Não acredito – porque o constatei! – que nos dois extremos (Largo do Souto ou Ramalde) caibam, por exemplo, duas viaturas de transportes públicos da Gondomarense. Ou dois camiões, como os que por lá andam todos os dias nas obras.

Além de que me incomoda, e muito, aqueles inesperados “bicos” após as paragens dos transportes. Já lá meteram umas placas sinalizadoras, mas acho que de pouco irão servir… A não ser que sejam para acidentes de viação. O futuro o dirá!

Fica o convite! Sejam dedicados à causa pública, como eu. Passem por lá e tirem as medidas à coisa. Acho que se vão surpreender. E, finalizo, ou o Senhor Presidente anda distraído com as ambições (e com as suas atuais ocupações enquanto candidato a qualquer coisa no futuro), ou anda muito enganado pelos projetos e relatórios que os senhores engenheiros lhe apresentam.

Vai ser mais do mesmo. Acaba-se a obra, verifica-se o erro e, dentro de dias, há “obras extraordinárias” a caminho. Já faz parte.

, ,