Vai a Troika ficam as políticas

O documento de Estratégia Orçamental (DEO) que o Governo apresentou aos Portugueses, não passa de um pronúncio das intensões do Governo em perpetuar as politicas da Troika, sem Troika. A Troika vai embora mas a intenção do Governo é que as políticas da Troika fiquem.
O Governo insiste assim, nas políticas de austeridade, de empobrecimento e de imposição de sacrifícios às famílias Portuguesas. Afinal este documento que se diz de Estratégia Orçamental, mais não é do que a afirmação de que a austeridade veio para ficar. Em bom rigor, o que o Governo pretende dizer aos Portugueses com este DEO, é tão só: Esqueçam o que disse o Governo sobre os “sinais positivos”, sobre os “milagres económicos”, sobre “a luz ao fundo do túnel”. Esqueçam o que disse o Governo sobre o “virar de página”, sobre “medidas transitórias” e esqueçam os relógios que andam para trás, porque para a frente, vem mais da mesma… austeridade, que é aliás a única coisa que este Governo consegue oferecer aos portugueses.
Três anos de Governo PSD/CDS, foram três anos de imposição de sacrifícios à generalidade dos portugueses. Foram três anos a perder direitos, a perder salários e pensões, a perder no acesso à saúde, na educação, na justiça e de uma forma geral, a perder serviços públicos. Três anos a receber menos ao fim do mês, a trabalhar mais horas por semana e a pagar mais impostos e a ter menos Estado. Três anos a fazer contas para perceber para onde foram os subsídios de férias e de natal. Três anos de previsões otimistas e três anos a vender a ideia que indo a Troika embora, tudo voltaria ao normal. Três anos de conversas fiadas e três anos a patinar no texto Constitucional.
E três anos, é muito tempo, é pelo menos tempo suficiente para se aprender com os erros. Afinal depois de tantos sacríficos, de tanta austeridade, de tanta dor, que resultados temos: o desemprego galgou os limites do bem senso, a pobreza alastrou, muito para além da nossa imaginação, os ricos ficaram mais ricos e os pobres mais pobres ficaram. Em três anos o Produto Interno Bruto, caiu cerca de 6%, o Investimento conheceu uma quebra acumulada de 37%, a Divida Pública aumentou mais de 50 mil milhões de euros e a nossa Economia continua a encolher.
Então depois de todos os sacrifícios que o governo PSD/CDS impôs aos portugueses é este o resultado? É isto que o Governo tem para apresentar aos Portugueses? Pois é. Infelizmente é este o resultado de três anos de austeridade. É este o resultado de três anos de Governo PSD/CDS.

, ,